Cinema e música

My Marga lança curta-metragem em cidades da região para EP de estreia

As cenas nos trilhos do trem se passam na Estação Eugênio Lefévre, em Santo Antônio do Pinhal

Da RedaçãoPublicado em 27/07/2021 às 18:41Atualizado há 28/07/2021 às 00:23
EP How Great You Were (Divulgação)

EP How Great You Were (Divulgação)

Estrelado pela jovem atriz Ingrid Bonkowski, de Caçapava (interior de São Paulo), e dirigido pelo taubateano André Pires, documentarista e produtor cinematográfico, My Marga promove o EP de estreia, nesta quinta-feira (29), How Great You Were, com a produção de um curta-metragem.

O filme é inspirado em uma história contada pela homenageada do projeto, a avó Margarida, que é a razão pelo qual Rubens Filho, músico e idealizador do projeto, colocou o trabalho na rua. 

O EP 'How Great You Were' possui três músicas de até dois minutos cada, o que permitiu que fosse desenvolvido um curta-metragem em até cinco minutos utilizando todas as canções. O roteiro foca na história da mulher apaixonada, esperando pelo seu companheiro, que não está com ela constantemente devido as idas e vindas de viagens. Ela decide, no final, se juntar a ele para poderem viver juntos esse romance. "Como a ideia é focar na história da minha avó, trabalhamos no fato de que ela só via meu avô duas vezes por ano antes de se casar, porque ela morava em Pindamonhangaba e ele em São Paulo. Na vida real, ele desistiu de São Paulo para ter uma família com ela em Pinda, mas no filme, ela vai ao encontro dele, até para ilustrar o falecimento dela, o qual pode ser interpretado como uma despedida dessa vida para o encontro com meu avô em outra vida", explica o idealizador do projeto.

O material foi gravado em dois locais diferentes no Vale do Paraíba. As cenas nos trilhos do trem se passam na Estação Eugênio Lefévre, em Santo Antônio do Pinhal. E as cenas internas se passam em uma residência particular no Ribeirão Grande, em Pindamonhangaba. Embora Rubens Filho, idealizador do projeto, resida na capital paulista há oito anos, escolher o Vale do Paraíba para compor as paisagens do filme foi devido a ligação emocional. “Eu não podia contar a história da minha avó, mesmo que resumida, em um local que não fosse a região. É no Vale do Paraíba que minha família materna se construiu e eu também, então não pensei duas vezes quando pensei em profissionais e locações do Vale”.

O curta-metragem estará disponível no canal do YouTube do My Marga dia 29 de julho e o EP pode já ser escutado nos streamings (Spotify, Deezer, iTunes, entre outros). 

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: