Editorial

As estatísticas e o corpo falam

29/10/2021 às 18:37.
Atualizado em 30/10/2021 às 01:51

O corpo fala. A frase, mantra da perícia criminal e de aclamadas série investigativas, como CSI e similares, é real. Cada vez mais científica, a polícia hoje é capaz de entender melhor o que aconteceu na cena do crime -- seja pela coleta de DNA, pelo uso de luminol ou outras ferramentas modernas, ou pelo aprimoramento de técnicas forenses -- afinal, qual foi a trajetória da bala?  

Os dados falam. Não só os corpos, mas as estatíticas também falam - e alto.

A anatomia do crime. 

Em um esforço de apuração, apostando as suas fichas no tratamento em profundidade de temas que dialogam diretamente com o dia a dia de nossos leitores, OVALELAB.Com Univap debruçou-se sobre os números que traçam o perfil dos homicídios em São José dos Campos, a maior cidade da RMVale, região mais violenta de São Paulo. 

Qual é o perfil das vítimas? Onde esses crimes ocorrem? Quais são os meios mais usados pelos homicidas? Qual é a motivação de quem tira a vida do outro? O que a resposta a essa questão diz sobre nossa sociedade?

Essas são perguntas respondidas neste caderno especial. Afinal, o aprofundamento da informação é parte do DNA de OVALE.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por