Eleições 2022

Por sonho político, Felicio renuncia ao Paço; Anderson assume e prega continuidade

Prefeito de São José renunciou ao cargo nesta sexta-feira para disputar o governo estadual. Ato formal foi realizado na manhã desta sexta-feira na Câmara Municipal

Xandu Alves
31/03/2022 às 18:44.
Atualizado em 01/04/2022 às 11:03
Anderson Farias é empossado prefeito de São José dos Campos (Foto: Divulgação)

Anderson Farias é empossado prefeito de São José dos Campos (Foto: Divulgação)

Após cinco anos e três meses como prefeito da maior cidade do Vale do Paraíba, Felicio Ramuth (PSD) deixou a Prefeitura de São José dos Campos, na manhã desta sexta-feira (1º), para encarar o grande desafio da carreira política: disputar a eleição para governador de São Paulo.

O vice-prefeito Anderson Farias (PSD) assume o comando da cidade. A passagem do cargo foi realizada às 10h em ato formal e administrativo de assinatura de transmissão de posse, na Câmara de São José dos Campos.

Clique e faça parte do nosso grupo no WhatsApp e receba matérias exclusivas. Fique bem informado! Acesse: https://bit.ly/ovale-agora-31

Na véspera de sua saída da Prefeitura, Felicio enviou à Câmara de São José o texto oficial da renúncia ao cargo de prefeito da cidade, no qual diz que pode “contribuir consideravelmente para o seu desenvolvimento, melhoria na qualidade de vida, demonstrando que é possível fazer uma gestão correta, pautada na seriedade, eficiência e honestidade, compartilhando recursos e buscando ações inovadoras”.

Reeleito em 2020 com 58,21% dos votos, Felicio anunciou na última segunda-feira (28) a decisão de concorrer ao Palácio dos Bandeirantes e renunciar à prefeitura.

Em 17 de janeiro deste ano, Felicio oficializou sua saída do PSDB, após mais de 30 anos no partido. Anderson Farias também deixou a legenda. Ambos se filiaram ao PSD de Gilberto Kassab. O movimento fez do prefeito de São José a opção número 1 do partido para disputar o governo estadual.

EXPERIÊNCIA

Felicio disse que São José dos Campos será seu principal ‘cabo eleitoral’ na campanha ao Palácio dos Bandeirantes, disputa que ele acredita ter chances de chegar ao segundo turno. “É a eleição mais aberta dos últimos anos. Maioria dos eleitores não sabe ainda em quem votar. O desafio é me tornar conhecido”.

Além do cargo de prefeito desde 2017, Felicio trabalhou oito anos durante a gestão do ex-prefeito de São José e atual deputado federal Eduardo Cury (PSDB), e disse que usará essa experiência como sua principal bandeira na campanha.

Pesquisa eleitoral recente mostra Felicio oscilando entre 1% e 3% das intenções de voto a governador, mas com 86% do eleitorado sem saber quem ele é.

“Desafio é me tornar tão conhecido como a cidade de São José dos Campos. Para tanto, vamos usar as muitas coisas boas que fizemos aqui no município e mostrar que também dá para fazer no Estado”, afirmou.

SUBSTITUTO

Anderson assume a prefeitura prometendo dar continuidade à gestão de Felicio, mantendo os compromissos, projetos e obras em andamento, além do secretariado e da equipe técnica. “Não é uma ruptura, mas uma continuidade. O desafio é manter a qualidade da gestão e fazer ainda mais por São José”.

“Pelo meu conhecimento, esse meu estágio que fiz ao longo desses últimos anos, até com a vida partidária, essa experiência tem algo que aprendi e a cidade me deu essa oportunidade. Eu ficando à frente vou ter a oportunidade única de cuidar da cidade. Vou aprender muito para cuidar bem da cidade.”

Anderson foi coordenador das duas campanhas de Felicio para prefeito e, em 2020, foi eleito vice-prefeito com ele. O atual prefeito iniciou sua carreira política na Prefeitura em 1999 e, desde então, passou pelos cargos de: diretor de Compras e Licitações da Saúde, diretor de Administração, secretário de Administração, secretário de Transporte e secretário de Governança.

Anderson assumiu o compromisso de manter o secretariado escolhido por Felicio e as equipes da prefeitura. A única baixa confirmada é de José de Mello Correa, assessor de Projetos Especiais de São José, que vai deixar a prefeitura.

AVALIAÇÃO

A gestão de Felicio é avaliada como 'ótima ou boa' por 56,8% dos eleitores, de acordo com levantamento OVALE/Paraná Pesquisas divulgado na quarta-feira (30).

De acordo com a nova pesquisa de OVALE, 23,7% dos eleitores avaliam o governo como 'ótimo', 33,1% como 'bom', 25,4% como 'regular', 5,4% como 'ruim' e 9,9% como 'péssimo', enquanto 2,5% não sabem ou não responderam.

O levantamento também questionou a opinião dos eleitores sobre a renúncia de Felicio para disputar o governo estadual: 52,8% rejeitam a saída dele da prefeitura e 41,2% aprovam.

Para o prefeito, a pesquisa mostra que sua gestão é aprovada pela maior parte da população. “A gente vê como um bom sinal, porque se as pessoas querem que eu fique é porque gostam do meu trabalho”, disse Felicio.

“Vemos também como oportunidade de melhoria, de poder contar para as pessoas como a cidade vai ganhar tendo um prefeito que tem experiência como o Anderson e eu divulgando a cidade de São José na pré-campanha e na campanha, e depois com a possibilidade de, pela primeira vez, São José ter um governador.”

Felicio admitiu que a renúncia desta sexta foi feita com um “aperto no coração”, mas que a possibilidade de “fazer pelo Estado o que fizemos em São José” supera a angústia de deixar a prefeitura.

“São José é meu lar e nunca sairá da minha história. Vou mostrar aos cidadãos que podemos fazer por São Paulo o que fizemos aqui. Será muito bom para a cidade”.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por