Indústria

Volkswagen anuncia que vai adotar férias coletivas e layoff na fábrica em Taubaté

A montadora alega que as medidas são necessárias devido à "escassez global no fornecimento de semicondutores e também para adequação da linha de produção para a implementação da plataforma MQB".

Douglas Cruz
16/12/2021 às 14:18.
Atualizado em 16/12/2021 às 14:18
Linha na Volks em Taubaté (Divulgação Volkswagen/Audi)

Linha na Volks em Taubaté (Divulgação Volkswagen/Audi)

A Volkswagen anunciou nesta quinta-feira (16) que irá adotar férias coletivas e suspender temporariamente contratos (layoff), na fábrica em Taubaté. Segundo a montadora, as medidas entram em vigor em 2022 e são necessárias devido à falta de semicondutores no mercado.

As férias coletivas irão entra em vigor no dia 4 de janeiro, o número de funcionários afetados não foi informado. Já em fevereiro, a montadora vai suspender temporariamente os contratos de 1.200 metalúrgicos, o que representa um turno de produção. A suspensão pode durar de dois a cinco meses.

Clique e faça parte do nosso grupo no WhatsApp e receba matérias exclusivas. Fique bem informado! Acesse: https://bit.ly/ovale-agora-22

O Sindicato dos Metalúrgicos informou que a medida foi aprovada com os trabalhadores e que estava prevista no acordo coletivo com a empresa.

Além da falta de semicondutores, a Volkswagen disse que vai utilizar o período para adequações estruturais para a implantação da plataforma MQB (Modular Transverse Matrix), que permite a produção de novos modelos como o Polo Track, que deve chegar ao mercado em 2023.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por