Automóveis

Novo carro da Volks, Polo Track inicia teste de produção em Taubaté

Polo Track já está em fase de testes na linha de produção da fábrica de Taubaté; previsão é que o modelo chegue ao mercado em 2023

Xandu Alves
17/12/2021 às 16:35.
Atualizado em 18/12/2021 às 00:30
Volks. Linha de produção de Taubaté, que passa por readequação para se adaptar à plataforma MQB (Xandu Alves/OVALE)

Volks. Linha de produção de Taubaté, que passa por readequação para se adaptar à plataforma MQB (Xandu Alves/OVALE)

Novo carro compacto da Volkswagen no Brasil para o segmento de entrada, o Polo Track já está em fase de testes na linha de produção da fábrica de Taubaté. A previsão é que o modelo chegue ao mercado em 2023.

Clique e faça parte do nosso grupo no WhatsApp ➤ https://bit.ly/ovale-agora-22 & receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

Para tanto, a linha de produção de Taubaté passa por readequação desde maio deste ano para se adaptar à nova plataforma MQB, que servirá para montar o novo carro. A previsão é que o veículo entre em fase de pré-teste para a produção seriada no segundo semestre de 2022.

A nova plataforma faz parte do investimento de R$ 7 bilhões anunciado pela Volkswagen no começo de novembro deste ano. O recurso será aplicado na América Latina até 2026, com a maior parte vindo para o Brasil, incluindo a fábrica de Taubaté.

A previsão é que as mudanças na linha em Taubaté continuem até o começo do segundo semestre de 2022, mas com um andamento mais acelerado no primeiro bimestre, quando a fábrica entra em férias coletivas.

“Já começaram a praticar o Polo Track em Taubaté. Precisamos adequar ainda a fábrica. Em janeiro e fevereiro vamos parar para readequar e a modernização segue até setembro. Vamos aumentar em 50% o número de robôs na fábrica para essa nova adequação e novos produtos”, disse Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

SEMICONDUTORES

Além da readequação da fábrica, a falta de semicondutores no mercado global também obriga a Volkswagen a paralisar a produção em Taubaté.

“Janeiro para a produção, fevereiro volta um turno e continua readequando a fábrica. Em março e abril deve normalizar”, afirmou Di Si.

“A questão dos semicondutores é uma situação difícil para todas as montadoras. Temos fila de espera para todos os veículos. Como tem muito consumo no mundo para diversos produtos, acho que o primeiro semestre de 2022 vai ser bastante desafiador. Deve normalizar no segundo semestre 2022 ou no começo de 2023.”

MODERNIZAÇÃO

Em visita à fábrica de Taubaté na sexta-feira (17), acompanhada por OVALE, o CEO da Volkswagen América Latina disse que a readequação da linha de produção segue acima da expectativa.

“Importante do que vi é que o processo de mudança da fábrica está em bom ritmo. E não é normal ter carro de teste de produção tão cedo. Isso se deve ao time daqui de Taubaté. Fiquei muito feliz”, comentou o executivo.

Di Si disse que a plataforma MQB qualifica a fábrica de Taubaté a receber novos projetos no futuro.

“Taubaté estará qualificada para outros projetos. Essa plataforma mundial MQB, o primeiro passo para tropicalizar é aqui em Taubaté. Ou seja, nacionalizar ainda mais peças, gerar mais emprego na região, reduzir o custo da plataforma e que seja segura para futuros produtos.”

EMPREGO

Gerar novos empregos na fábrica de Taubaté vai depender da situação do mercado no Brasil.

A avaliação é de Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

Segundo ele, o mercado em 2022 deve ser um pouco melhor do que o de 2021, considerado atípico por causa da crise no fornecimento de semicondutores e da inflação em alta.

“Não deve crescer tudo o que gostaríamos [em 2022]. O emprego é em função do mercado e não prevejo que vá aumentar drasticamente, mas também não deve reduzir”, disse Di Si.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por