Aviação

Nas alturas: após contrato bilionário, Embraer vê ações subirem 8,4%

Embraer animou o mercado e as ações da empresa subiram 8,4% em cinco dias após o anúncio do novo contrato

Xandu Alves
15/10/2021 às 17:44.
Atualizado em 16/10/2021 às 01:13
Phenom (Divulgação)

Phenom (Divulgação)

Com contrato bilionário para entregar jatos executivos nos Estados Unidos, a Embraer animou o mercado e as ações da empresa subiram 8,4% em cinco dias após o anúncio do novo contrato.

Clique e faça parte do nosso grupo no WhatsApp e receba matérias exclusivas. Fique bem informado! Clique AQUI

Em 8 de outubro, as ações da fabricante brasileira de aeronaves eram comercializadas na Bolsa de Valores de São Paulo a R$ 24,34. Dois dias depois do anúncio, em 13 de outubro, o valor subiu para R$ 26,39. O valor de mercado da companhia chegou a quase R$ 20 bilhões.

O incremento no valor das ações da Embraer ocorreu mesmo em dias em que o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores, variou para baixo, com índice negativo.

O principal motivo do otimismo do mercado com a empresa sediada em São José dos Campos foi o anúncio feito em 11 de outubro.

Na data, a Embraer anunciou novo acordo com a empresa americana NetJets para entregar até 100 jatos executivos Phenom 300, totalizando mais de US$ 1,2 bilhão. A fabricante já havia entregado anteriormente mais de 100 aeronaves para a empresa.

Empresa privada de táxi aéreo, de aviões a jato executivos, a NetJets pertence à Berkshire Hathaway, grupo de Warren Buffett, um dos maiores investidores do mundo, o que deixou o mercado ainda mais ‘contente’.

O acordo prevê que a NetJets começará a receber o modelo Phenom 300E da nova encomenda no segundo trimestre de 2023, para operação nos Estados Unidos e na Europa.

O primeiro acordo de compra da NetJets, assinado em 2010, contemplou 50 pedidos firmes para os jatos executivos Phenom 300, mais opções de até 75 aeronaves adicionais.

“Estamos contentes por termos assinado este acordo significativo com a NetJets, um parceiro estratégico que tem sido parte importante do sucesso da Embraer por mais de uma década”, disse Michael Amalfitano, presidente e CEO da Embraer Aviação Executiva.

“A NetJets é uma empresa reconhecida mundialmente pela excelência de suas operações e por proporcionar uma excelente experiência ao usuário, portanto, a continuidade deste acordo é uma confirmação à qualidade de nosso produto e aos padrões de desempenho, tecnologia, conforto e suporte.”

“Há anos, o Embraer Phenom 300 é uma parte essencial da frota da NetJets. Com este pedido do Phenom 300E, continuamos a oferecer aos nossos proprietários as experiências de viagem excepcionais que eles esperam, e reforçamos a nossa parceria com a Embraer”, disse Doug Henneberry, vice-presidente executivo de Gestão de Frota de Aeronaves da NetJets.

CHINA

O novo contrato surge após a Embraer anunciar a previsão de um mercado bilionário para novos aviões na China, pelas próximas décadas.

De acordo com projeções da fabricante, a China vai precisar de cerca de 1,5 mil novas aeronaves, na categoria de até 150 assentos, até 2040. Entre essas entregas, 77% devem atender à expansão do mercado e 23% substituirão aeronaves mais velhas.

Com base em preços básicos de jatos comerciais da Embraer, trata-se de um mercado que pode ultrapassar a casa de US$ 80 bilhões.

O relatório da Embraer prevê novas entregas de aeronaves nos próximos 20 anos com base na demanda de passageiros por viagens aéreas na era pós-pandemia.

“Durante a pandemia, aeronaves de pequeno e médio porte, assim como voos regionais, foram fundamentais na rápida recuperação da conectividade na China”, disse Guo Qing, diretor-executivo e vice-presidente de Aviação Comercial da Embraer China.

“Nossos E-Jets foram um dos primeiros modelos de aeronaves a restaurar frequências nas malhas aéreas das empresas.”

NOVOS AEROPORTOS

O governo chinês anunciou recentemente uma série de ações para o desenvolvimento de infraestrutura que inclui cerca de 200 novos aeroportos para incentivar e promover a realocação industrial.

A importância das aeronaves regionais continua aumentando após a Covid-19, desempenhando um papel fundamental no lançamento de novos serviços para esses aeroportos e no crescimento da demanda.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por