Covid-19

Setor cultural defende passaporte da vacinação como medida para não prejudicar área

Governo de SP recomendou redução do público em eventos culturais

Douglas Cruz
14/01/2022 às 17:55.
Atualizado em 14/01/2022 às 17:55
Imagem ilustrativa de vacinação contra a Covid-19 (Adão de Souza/PMBH)

Imagem ilustrativa de vacinação contra a Covid-19 (Adão de Souza/PMBH)

Um dos setores mais afetados pela pandemia foi o setor cultural. Em meio as restrições adotadas anteriormente e a queda de público, ambas causadas pela Covid-19, empresários do ramo defendem o passaporte da vacinação como meio para não prejudicar o setor.

“Desde o retorno das atividades culturais já temos trabalhado com desconto no valor dos ingressos para quem apresenta o comprovante de vacinação e acredito que esse [passaporte da vacina] será um caminho cada vez mais amplo e seguro a seguir, enquanto a pandemia não passar”, diz Vicente Freitas, produtor cultural do Teatro Colinas.

Clique e faça parte do nosso grupo no WhatsApp e receba matérias exclusivas. Fique bem informado! Acesse: https://bit.ly/ovale-agora-25

O governo do estado de SP recomendou as prefeituras, nesta quarta-feira (12), que reduzam o público em 30%, para eventos como shows, atividades esportivas e religiosas. Com exceção de Jacareí, nenhuma prefeitura da RMVale sinalizou que irá adotar a restrição.

O governador João Doria (PSDB) disse que o comércio e a economia, de uma forma geral, não devem ter restrições.

“Quero tranquilizar o comércio e o setor de serviços. Não há nenhuma recomendação, até o presente momento, de restrições que poderiam ser implementadas. Há sim cautela e uma recomendação expressa para que as pessoas usem máscaras todo o tempo”, afirmou.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por