Mobilidade

São José aposta no maior uso de bicicletas após 'Dia Mundial Sem Carro'

Além disso, a ideia da campanha, de acordo com a prefeitura, é também conscientizar os motoristas sobre os cuidados que devem ter com os pedestres e ciclistas que dividem as ruas da cidade

Marcos Eduardo Carvalho
21/09/2021 às 18:06.
Atualizado em 21/09/2021 às 18:06
Bicicleta em São José dos Campos (Adenir Britto/PMSJC)

Bicicleta em São José dos Campos (Adenir Britto/PMSJC)

Em tempos de aumento da poluição e preocupação com o futuro do planeta, São José dos Campos quer aproveitar o Dia Mundial sem Carro para incentivar os motoristas da cidade a deixarem seus veículos em casa nesta quarta-feira (22) e irem de bicicleta para o trabalho, escola ou outras localidades.

Além disso, a ideia da campanha, de acordo com a prefeitura, é também conscientizar os motoristas sobre os cuidados que devem ter com os pedestres e ciclistas que dividem as ruas da cidade.

Clique e faça parte do nosso grupo no WhatsApp: https://bit.ly/ovale-agora-4 & receba matérias exclusivas. Fique bem informado!

Das 12h às 13h30, na travessia elevada da Rubião Junior, haverá o evento do Dia Mundial Sem Carro. Depois, à noite, acontecem três passeios ciclísticos noturnos, a partir das 19h, na praça da rua Goiânia, próximo ao nº 72, no Parque Industrial, no Poliesportivo de Eugênio de Melo e no Parque Ribeirão Vermelho, no Urbanova.

Expectativa

Segundo o secretário de Mobilidade Urbana de São José dos Campos, Paulo Roberto Guimarães Junior, o passeio ciclístico é uma forma de estimular, sempre que possível, o uso da bicicleta para os deslocamentos. “Já que ajuda o meio ambiente e a saúde, e também chamar a atenção para os cuidados que todos os usuários das vias devem ter para mantermos a segurança viária. A prefeitura incentiva o uso de modos ativos de mobilidade e tem investido em infraestrutura com a ampliação da malha cicloviária do município de 79 quilômetros (início de 2017) para mais de 150 quilômetros em 2021”, disse a OVALE.

Segundo ele, o uso da bicicleta tem sido visto com mais frequência na cidade. “Principalmente durante a pandemia, e também foi estimulada pelo aumento de malha cicloviária criada no município desde 2017, como por exemplo, na Via Cambuí, ciclovia do complexo viário do Arco da Inovação e da avenida dos Astronautas”, afirmou.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por