Violência

Quase metade das cidades do Vale com mortes em 2021 têm aumento em homicídios

Potim, São Sebastião e Taubaté lideram crescimento percentual e ficam na contramão do Vale

Xandu AlvesPublicado em 28/07/2021 às 01:04Atualizado há 28/07/2021 às 01:05
Polícia r
 (Divulgação )

Polícia r (Divulgação )

Das 23 cidades da RMVale com ao menos uma vítima de homicídio em 2021, no período de janeiro a junho, 11 tiveram aumento no total de mortes violentas comparado ao mesmo período do ano passado. O número representa 48% dos municípios da região com mortes por homicídio doloso (intencional).

Os dados são da SSP (Secretaria de Segurança Pública) e, segundo a pasta, a região acumula 159 vítimas de homicídio no primeiro semestre de 2021 contra 163, em igual período do ano passado, queda de 2,45%.

Entre as cidades com maior aumento percentual nos homicídios, estão Potim (400%), São Sebastião (200%), Taubaté (166%), Aparecida (100%) e Guaratinguetá (66%).

Taubaté ainda lidera o ranking da região em número absoluto de vítimas de homicídio, com 24 mortes no primeiro semestre deste ano contra nove, no mesmo período do ano passado.

São José dos Campos tem 20 mortes nos dois anos e registra estabilização. Cruzeiro é a terceira cidade mais violenta, com 16 mortes contras 15, no ano passado. Aparecem em seguida: Caraguatatuba (14 ante 12) e Pindamonhangaba (12 a 11). Depois vem Jacareí, que tem 11 vítimas de assassinato neste ano contra 20, no ano passado, queda de 45% no indicador.

O terceiro maior município do Vale está no grupo das nove cidades que registraram redução no total de vítimas de homicídio neste ano comparado a 2020. Caçapava foi quem mais reduziu o indicador, com seis mortes contra 14, queda de 57%.

Ao lado de São José, outras duas cidades (Campos do Jordão e Ilhabela) mantiveram o mesmo número de mortes em 2021 comparado ao ano passado.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: