Mobilidade

Motoristas de ônibus fazem greve e deixam São José sem transporte no início da manhã desta sexta

De acordo com o Sindicato dos Condutores, o motivo seria a falta de acordo entre a prefeitura e a Viação Itapemirim, que vai passar a operar linhas na cidade

Marcos Eduardo Carvalho
03/12/2021 às 08:29.
Atualizado em 03/12/2021 às 10:25
Onibus (Rogério Marques/Arquivo OVALE)

Onibus (Rogério Marques/Arquivo OVALE)

Os funcionários do transporte coletivo de São José dos Campos entraram em greve na manhã desta sexta-feira (3) e deixaram os passageiros sem ônibus na cidade até por volta das 8h30.

De acordo com o sindicato da categoria, o motivo seria a falta de acordo entre a prefeitura e a Viação Itapemirim, que vai passar a operar linhas na cidade.

Em nota, a prefeitura criticou a paralisação.

"A Prefeitura de São José dos Campos informa que a paralisação é ilegal, causa prejuízos à população, e os motivos são infundados. Enquanto o contrato do lote 2 não for assinado, a Prefeitura não tem uma relação formal com a Itapemirim que justifique uma convocação da empresa para uma reunião de transição com o sindicato e essa questão já foi formalizada ao sindicato ainda na semana passada.

Vale ressaltar que logo após a assinatura de contrato do lote 1, representantes da Prefeitura, da Itapemirim e do sindicato estiveram reunidos. As medidas legais cabíveis já estão sendo adotadas por parte da Prefeitura", disse.

A Busvale, concessionária que representa as empresas de ônibus na cidade, emitiu uma nota sobre o assunto.

"As empresas que operam o transporte público de São José dos Campos foram surpreendidas hoje com paralisação do sistema de ônibus urbanos da cidade, promovida pelo Sindicato dos Condutores. A paralisação seria em protesto contra eventuais dificuldades de diálogo encontradas pelo Sindicato junto à nova concessionária do transporte urbano e à Municipalidade, em relação, especificamente, à assunção dos trabalhadores do sistema pela nova contratada. As empresas ligadas ao Consórcio 123 não pactuam com a paralisação e rechaçam essa forma de protesto, uma vez que não é justo que elas arquem com o prejuízo causado pela falta de diálogo da nova operadora do sistema. As empresas lamentam o transtorno causado pela paralisação e reafirmam seu compromisso de bem servir a população de São José dos Campos", disse.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por