Zona Azul

Em nota, prefeitura de Taubaté questiona reportagem de OVALE e diz que novo sistema é inovador

Prefeitura contesta reportagem sobre a primeira hora gratuita, que deverá ficar no papel

23/01/2022 às 12:10.
Atualizado em 23/01/2022 às 12:10
Zona Azul em Taubaté (Petterson Vitoriano/CMT)

Zona Azul em Taubaté (Petterson Vitoriano/CMT)

Por meio de nota enviada a OVALE, a prefeitura de Taubaté questionou a reportagem ‘Promessa de Saud sobre primeira hora gratuita na Zona Azul deve ficar no papel’, publicada na sexta-feira (21) e afirmou que o título induz a um erro de informação. De acordo com o palácio do Bom Conselho, o novo sistema é inovador.

 “A comunicação da Prefeitura foi consultada por esse veículo de imprensa, e foi respondido justamente que estamos em negociação com a empresa para expandir o projeto já implantado em 2021 das vagas solidárias para todas as demais vagas da cidade, correspondendo a 30 minutos de manhã e 30 minutos a tarde, totalizando 1 hora gratuita para população, podendo ser obtido direto pelo aplicativo da empresa ou retirado um cartão gratuito em sua sede.

Esse projeto é inovador, não tendo exemplos em outras cidades. Inclusive a empresa foi procurada para viabilizar a aplicação em outros municípios, portanto trata-se de uma iniciativa exclusiva de Taubaté.

A expansão do projeto para todas as vagas da cidade está em tratativas com a empresa, que se manifestou favoravelmente, desde que seja mantido o equilíbrio econômico financeiro do contrato. Em se tratando de concessão pública, estamos avaliando com cautela para não termos problemas de cunho jurídico e adaptar essas alterações para não descaracterizar a própria licitação que foi realizada.

Vale destacar que o título da matéria aparenta ser conclusão pessoal do jornalista, não sendo em nenhum momento a realidade dos fatos. Nossa explicação foi transmitida dessa mesma maneira mas foi distorcida. A gestão pública possui compromissos sérios e transparentes com a verdade, e mostramos isso com resultados e muito trabalho.

Não podemos aceitar a distorção da informação e estaremos sempre dispostos a relatar a verdade para a população”.

Nota de redação: OVALE mantém as informações publicadas na reportagem, que ouviu a prefeitura e a Estapar.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por