Política

Após ser alvo de críticas, PSDB se cala sobre saída de Felicio e corre risco de debandada em S. José

Prefeito apontou que PSDB ‘nunca deu oportunidades a nomes da cidade’ e que novo partido oferece essa chance

Douglas Cruz
18/01/2022 às 19:10.
Atualizado em 18/01/2022 às 19:44
João Doria e Felicio Ramuth, na inauguração do Copom em São José (Foto: Divulgação/ Governo de SP)

João Doria e Felicio Ramuth, na inauguração do Copom em São José (Foto: Divulgação/ Governo de SP)

Após as saídas de Felicio Ramuth e Anderson Farias, prefeito e vice de São José dos Campos, o PSDB preferiu não comentar a decisão e nem rebater as críticas feitas na cerimônia de filiação da dupla no PSD, realizada nesta terça-feira (18).

A decisão do partido deixa em aberto o futuro político de cinco vereadores da cidade – Juvenil Silvério, Dr. José Cláudio, Dulce Rita, Renato Santiago e Roberto do Eleven – além do deputado federal e ex-prefeito Eduardo Cury.

Clique e faça parte do nosso grupo no WhatsApp e receba matérias exclusivas. Fique bem informado! Acesse: https://bit.ly/ovale-agora-25

No evento, realizado com a presença de lideranças regionais e nacionais do PSD, Felicio disse que o time tucano formado em São José, nunca teve oportunidades no plano estadual ou nacional do PSDB.

“Criamos um grande time que era admirado, mas que nunca teve oportunidade para seguir em frente com os nossos talentos”, afirmou o prefeito de São José.

Segundo ele, é exatamente essa oportunidade que o PSD dá ao “time de São José” para deixar o PSDB.

“Queremos construir novas lideranças e novos modos de gestão, possibilidade de se juntar a boa política e a boa gestão”, ressalta Felicio.

Procurada, a assessoria do deputado Eduardo Cury, agora maior representante do partido na cidade, disse que o parlamentar irá se pronunciar ainda nesta terça-feira (18).

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por