notícias

O Carnaval também é para os roqueiros. Além dos inúmeros bloquinhos que tocam clássicos do gênero, os amantes do rock'n'roll podem curtir a folia em bares e casas de shows da região com programação feita especialmente para eles. Na tradicional casa de shows Hocus Pocus, em São José dos Campos, a folia começa oficialmente neste sábado, com o CarnaPocus. Com os sets recheados de hits que irão das marchinhas ao rock n' roll pra ninguém ficar parado, a casa também preparou coletânea com o melhor do pop internacional e nacional além hits dos anos 2010 das antigas com as atuais e é claro, rock. A festa acontece durante o sábado, domingo e segunda-feira. Na terça-feira, haverá show com três bandas no "Capivaras do Rock". Em Taubaté, a casa noturna La Casa vai realizar um "Bloquinho Emo", com o melhor da música dos anos 90 e 2000, incluindo sucessos de Fresno, My Chemical Romance e Simple Plan. O evento acontece no domingo, na Rua Dr. Jorge Winter, 311. O bar Garage 51 de Taubaté preparou uma programação especial durante todos os dias de Carnaval. Nesta sexta, quem sobe ao palco é uma banda cover de Mamonas Assassinas. No sábado, a banda cover da vez tocará músicas do Iron Maiden, no domingo, o cover é de Blink 182. Na segunda-feira, Red Hot Chilli Peppers terá uma homenagem e terça-feira de Guns'n'Roses. Já no bar Dona Bier, também em Taubaté, terá uma programação de covers rock'n'roll. Na sexta-feira, haverá covers de Motley Crue e Skid Row. No sábado, a programação conta com banda cover de Pitty e Raimundos. Para encerrar, domingo terá banda Double Experience..  
Fazia tempo que o Carnaval de São José dos Campos merecia uma mega festa e o Carnaval de Sanja chegou para tentar ocupar essa lacuna vazia nos feriados que despovoavam a cidade durante os dias de farra. Com atrações de peso, a festa está garantida durante o Carnaval inteiro, de sábado, dia 22 de fevereiro, até terça-feira, dia 25. O CarnaSanja acontece no Palácio Sunset, na zona oeste da cidade. Neste sábado, a festa começa com o Jeito Moleque, grupo de pagode que fez sucesso no Brasil nos anos 2000. "O pagode nunca sai de moda, não é à toa que o Jeito Moleque está com a agenda cheia. Agora está rolando essa onda de saudosismo do pagode dos anos 1990 e a gente acaba entrando junto", disse o vocalista Gui Albuquerque. Já no domingo, o line-up é regional com a dupla Talis & Wellinton, além do Bloco da Pri, da cantora joseense Priscila Coutto, que canta um pouco de tudo que faz sucesso no carnaval. Segunda-feira, em pleno Carnaval, a atração é o grupo Exaltasamba, que vai tocar clássicos do pagode para o público. "O clima já é carnavalesco, todo mundo está muito animado. Carnaval exala o samba, a gente já fica em outra vibração, é particularmente muito gostoso", disse Jeffinho, cantor do grupo que já relevou talentos como Péricles e Thiaguinho. De acordo com ele, a música que ainda agita o público é a "Tá Vendo Aquela Lua". "Quando a gente toca, não tem um que não aponte para o céu e cante conosco", conta o vocalista Jeffinho. Como todo Carnaval tem seu fim, na terça-feira, quem sobe aos palcos para encerrar o CarnaSanja. A dupla possui músicas como "Top do Verão", "Zuar e Beber", "Canudinho (Coração Sem Noção)", "Festa Boa", "Vida Mais Ou Menos", "Oh Delícia" ,"Senha do Celular", "Suíte 14", entre outros sucessos dos sertanejos. A dupla Fernando e Fabiano, de São José dos Campos, o grupo de pagode Brilho No Olhar e o Bloco Zazueira, com bateria de Carnaval, vão completar a programação durante todos os dias do evento. Na pista externa, o estilo que vai mandar é o eletrônico, com o DJ Léo Minas e o projeto Kickin' The Balde. O evento é o primeiro realizado pelo grupo SantoOnofre durante os dias de Carnaval. Carlos Nunes, diretor do SantOnofre e effect entretenimento, afirmou que o risco de muitas pessoas estarem viajando para outras cidades durante o Carnaval foi pensado. "Tudo que é novo tem risco, mas acreditamos que estamos no momento certo, São José tem crescido muito no entretenimento. Devido a este cenário atual, pensamos: agora chegou a hora, São José merece um carnaval grande, com atrações fortes e excelente estrutura'', afirma Nunes. Os ingressos para o Carnaval de Sanja custam a partir de R$ 20 (Pista - Sanja Folia), R$ 30 (Área Vip Front Stage) e R$ 60 (camarote). As vendas estão liberadas através do site queroingresso.com e também em pontos físicos..  
A folia valeparaibana também vai invadir Campos do Jordão neste ano com uma programação extensa do dia 21 até 25 de fevereiro na cidade, com bloquinhos, shows e outras atrações. A expectativa é receber 150 mil visitantes durante o feriado, com as costumeiras atrações turísticas de Campos, além da agenda especial de Carnaval. Pelo oitavo ano consecutivo, o Fundo Social de Campos do Jordão vai realizar o Carnaval da Turma da Mônica, uma matinê gratuita para crianças no sábado, dia 22, das 14h00 às 18h00 no Centro de Eventos André Franco Montoro localizado na Rua Eunice Soles Além, 140 no bairro de Abernéssia. Haverá concurso de fantasias em duas categorias: de 4 a 7 anos e de 8 a 12 anos. As inscrições serão feitas no local. A cidade também promove o 36º Festival de Música Carnavalescas de Campos do Jordão, na Concha Acústica do Capivari na sexta-feira, dia 21. A competição que vai acontecer a partir das 19h e vai premiar as três melhores marchinhas inéditas, além de eleger e também premiar o Rei Momo, a Rainha do Carnaval 2020 e as 1ª e 2ª Princesas. O Palácio Boa Vista também terá programação de Carnaval. Nos dias 21, 22 e 23, uma atividade vai inspirar as crianças a soltar a imaginação depois de ver obra "Dança de negros" de Paulo Rossi Osir e ouvir a música "O samba da minha terra" de Dorival Caymmi. Também estará em cartaz a exposição "Móveis, Modos e Modas" ue fala das transformações sociais ocorridas entre os séculos XVII e XX por meio de peças do mobiliário francês, espanhol, italiano e brasileiro que integram o Acervo dos Palácios. No dia 24 de fevereiro Auditório Claudio Santoro receberá o grupo Demônios da Garoa. A banda de abertura apresentará em seu repertório as tradicionais marchinhas de Carnaval..  
"O que é a vida? É o princípio da morte. O que é a morte? É o fim da vida. O que é a existência? É a continuidade do sangue. O que é o sangue? É a razão da existência.". Esse é o discurso que introduz o filme "À Meia-Noite Levarei Sua Alma", de 1963, estrelado por Zé do Caixão, personagem de José Mojica Marins. Não é meia-noite, mas a alma dele foi levada. Aquele que não obedecia nem Deus, nem o Diabo, foi-se do Reino dos Vivos para ficar marcado para sempre na história do cinema. O mestre do horror, José Mojica Marins faleceu na tarde desta quarta-feira. O paulistano, que também era ator, roteirista e fez diversos trabalhos na televisão foi vítima de uma broncopneumonia e estava internado no hospital. Lembrado pelo seu legado como figura bizarra da cultura pop brasileira, José Mojica Marins foi muito mais do que uma grande personalidade. O cineasta dirigiu cerca de 40 filmes, incluindo "À Meia-Noite Levarei Sua Alma", que é considerado um dos 100 melhores filmes brasileiros. Neste filme, seu personagem "Zé do Caixão" aparece pela primeira vez. Um homem sem moral, sem crença e que se acha superior a todos em sua volta é caracterizado com um chapéu e trajes negros, além de suas características unhas compridas. O personagem surgiu depois de um pesadelo de Mojica, em que um homem com as mesmas características o levava para o túmulo. Aos poucos, a figura de Mojica se confundiu a de Zé do Caixão, que além de ser um talentoso diretor, tornou-se um ícone. Seu trabalho monumental no cinema brasileiro é pouco lembrado ou reconhecido pelo gênero restrito do seu trabalho. Com poucos recursos, foi capaz de achar soluções inteligentes para dar imagem a sua imaginação, principalmente quando se tratavam de cenas de terror. Zé foi capaz de popularizar o terror como poucos fizeram no mundo, tornando-se até mesmo um símbolo "cult" fora do país. Mojica teve uma forte relação com o cinema da Boca de Lixo, tendo dirigido também pornochanchadas, filmes de aventura, dramas, entre outros. Na década de 1990, apresentou o Cine Trash na Rede Bandeirantes, que fez com que sua figura ficasse ainda mais marcada no imaginário do brasileiro. LEGADO. Mojica Marins inspirou diversos amantes do cinema e do horror, principalmente sua filha, Liz Marins. Também cineasta e atriz, a herdeira é Liz Vamp, uma personagem que seria filha de Zé de Caixão com uma vampira. O cineasta Juliano Dornelles, que dirigiu Bacurau ao lado de Kléber Mendonça reagiu em sua conta no twitter à morte de Mojica. "Um dos maiores de todos os tempos partiu. Obrigado, Mojica", escreveu. Thunder Dellú, escritor de horror e aventura de Monteiro Lobato, afirma que Mojica foi uma de suas grandes inspirações. "Assustou muita gente e incomodou boa parte da sociedade com temas polêmicos, principalmente ligados à religião. Foi "punk" no sentido do "faça você mesmo". Escrevia as histórias, interpretava e dirigia com muita paixão. Um mestre!", finaliza o escritor.
Com o espetáculo Abracadabra, o Reder Circus chega ao Colinas Shopping, em São José dos Campos, no próximo dia 28 de fevereiro. Apresentado por Frederico Reder, o show reúne atrações circenses nacionais e internacionais, com mais de 70 artistas no picadeiro, entre acrobatas, trapezistas, palhaços, entre outras atrações. O espetáculo tem direção musical de Gabriel Guilherme, que está à frente de uma orquestra composta por nove músicos que executam ao vivo todas as canções. O show traz ao público as vozes dos irmãos Camila e Pablo Braunna, além de bailarinos. No palco, o público assistirá à união das artes do circo, teatro, música e dança. A tecnologia audiovisual também se faz presente em um grande painel de LED, com mais de 100 metros quadrados. Ao todo, os cenários somam 10 toneladas de equipamentos, que mostram a grandiosidade do espetáculo. No mesmo picadeiro, animágicos ganham vida. Segundo Frederico Reder, o show é uma homenagem às crianças de todas as gerações, "das que brincam em 2020 àquelas que moram na memória de todos os adultos". A estrutura da lona, climatizada com equipamentos de ar condicionado, tem capacidade para 1.200 lugares e transcende o picadeiro com decoração ambiente e praça de alimentação repleta de kombidinhas (food trucks em chassi de tradicionais Kombis), que oferecem comidas tradicionais do circo. PROGRAMAÇÃO. De 28 de fevereiro a 12 de abril (de quinta a domingo): quintas e sextas, às 20h; sábados, domingos e feriados: às 16h, 18h e 20h. Local: Colinas Shopping (Av. São João, 2.200, Jardim das Colinas, São José dos Campos - SP) Informações: (11) 93081-2121 ou (11) 93087-2121 Valores: Setor Diamante (Camarote central) – R$ 180 (inteira) e R$ 90 (meia-entrada) Setor Diamante (Camarote lateral) – R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia-entrada) Setor Ouro (Cadeira Vip Central) – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia-entrada) Setor Prata (Cadeira Vip Lateral) – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia-entrada) Setor Bronze (Cadeira Lateral) – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada) www.sympla.com.br/redercircus
As ruas de São José dos Campos vão ficar mais coloridas a partir desta quinta-feira. No dia 20 de fevereiro o "entrudo" Pirô Piraquara vai abrir as alas para o Carnaval da cidade. O bloco já desfila pelas ruas do coração do centro da cidade há 32 anos e neste ano tem como objetivo o objetivo é semear a cultura dos blocos da cidade. Com a Banda de Santana à frente das festividades, o Pirô vai sair da Praça Afonso Pena a partir das 19h. O Pirô Piraquara também conta com percussão do projeto Patuscada, ala das baianas e convida a todos para a folia nas ruas. O hino do Pirô, composto por Nilton Blau, será tocado e entoado pelos foliões, além de outros hinos joseenses serão tocados, como o do Bloco do Inpe e Galinha D'Angola. "Acreditamos que diante desse clima latente do Carnaval, uma festa cada vez mais produrada, vai fazer com que as pessoas tenham um interesse maior no Pirô", afirma Aldo Zonini, presidente da FCCR (Fundação Cultural Cassiano Ricardo). O Pirô Piraquara sai novamente às ruas para festejar na manhã de sábado, dia 22 de fevereiro, ao lado do Mercado Municipal. GALINHA D' ANGOLA. Um dos blocos mais queridos de São José também está com os preparativos prontos para o Carnaval. O Bloco Galinha D' Angola sairá às ruas neste domingo, dia 23 de fevereiro, a partir das 10h. O que começiu como uma festa de carnaval apenas para funcionários virou um bloco que recebe cerca de 20 mil pessoas por ano. O Galinha D' Angola percorre os arrededores do Parque Vicentina, capturando todos os "domingueiros" já frequentadores do parque. Seu Nívio Pinheiro e sua esposa são fiéis ao bloco desde que nasceu, em 2013. Com 68 anos, não deixa de frequentar a festa com sua família e amigos, que ganhou de presente através da folia. "Não costumávamos pular Carnaval, mas o bloco é só alegria. É muito gostoso e familiar", conta ele, que também desfila no Pirô..