Logo Jornal OVALE

notícias

"Tu". A palavra que pode significar você, vosmecê, o outro, segunda pessoa do singular. Apenas tu, formada por duas letras, que soa tão retumbante nas cordas vocais, forte como um trovão. Esse tu, que é lusitano, tupi guarani ou angolano, clássico ou coloquial, é o tema central da Flim (Feira Litero Musical) 2019, que acontece entre os dias 13 e 15 de setembro no Parque Vicentina Aranha, em São José dos Campos. Convergindo linguagens, modos de fala, gírias e sotaques, a Flim deste ano vai explorar a expressão de si mesmo através da visão do outro. Para dar início a essa reflexão, a feira anuncia com exclusividade ao OVALE a presença do escritor português Valter Hugo Mãe, autor de livros como "O Filho de Mil Homens" e "Homens Imprudentemente Poéticos". Ele fará parte de uma mesa literária ao lado de Conceição Evaristo, escritora que iria integrar a programação na Flim 2018, mas teve que cancelar sua participação para cuidar de sua saúde. "Os dois vão ter uma conversa em torno do que é escrever em português de Portugal, e o que é escrever em português do Brasil, com todas as suas influências. É um conversa maravilhosa que vai gerar nesse encontro, onde as diferenças se esbanjam", disse o escritor Marcelino Freire, curador da festa literária. Nascido em 1971 na cidade de Henrique de Carvalho, na Angola Valter Hugo está lançando seus três últimos romances em uma turnê pelo Brasil. Seus quatro primeiros romances de são conhecidos como "a tetralogia das minúsculas", escritos integralmente sem letras capitais, para chamar a atenção para a natureza oral dos textos e recondução da literatura à liberdade primeira do pensamento. Em 2007, o escritor atingiu o reconhecimento público com o recebimento do Prêmio Literário José Saramago para a obra "O Remorso de Baltazar Serapião". Conceição Evaristo, que tem 72 anos, nasceu uma favela de Belo Horizonte (MG), trabalhou como empregada doméstica e mudou-se para o Rio de Janeiro, onde graduou-se em Letras. Hoje, Conceição é doutora em Literatura, pela Universidade Federal Fluminense, e uma das mais reconhecidas autoras, com um prêmio Jabuti por "Olhos d'Água" (2014). Outras atrações da Flim 2019 devem ser anunciadas em breve. Neste ano, uma das novidades é a residência literária, ação inédita que convida escritores da região a participarem de uma seleção para uma vivência de imersão literária com a curadoria da festa. As inscrições pode ser feitas até este domingo. DESPEDIDA. De acordo com ele, a temática da feira neste ano deve estreitar as relações entre todas as pessoas e nações. "Esse 'tu' é um grande espelho. É essa grande mistura. Vamos refletir sobre o papel de cada um nessa sociedade, na arte, nesse brasil todo. Para mim, o papel cada um é que cada um seja estrela, ao mesmo tempo, dentro de uma grande expressão", explica Freire. Depois de três anos a frente da Flim, Marcelino Freire vai deixar a curadoria do evento em 2020. O autor pernambucano, ganhador do Prêmio Jabuti pela suas obras "Contos Negreiros" e "Nossos Ossos", afirma que a festa precisa renovar os ares. "Dessa forma, não vai tornar a curadoria algo viciado, algo confortável", disse Freire. Ele divide a curadoria com a escritora Carol Rodrigues, que deve assumir a curadoria no próximo ano..
Sobre a Globo voltar atrás e, mesmo depois de ter anunciado o seu fim, decidir continuar com a série “Sob Pressão”, cabem ainda necessárias considerações. Não havia como agir de outra forma. O enorme sucesso da produção, desde a exibição da sua primeira temporada até a terceira atualmente em cartaz, em nenhum momento validava a decisão de acabar. Tudo indicava uma reviravolta no caso. Nunca nenhum outro trabalho na televisão conseguiu traduzir com tamanha fidelidade a realidade dos hospitais públicos, os interesses envolvidos e as péssimas condições de trabalho oferecidas. E sempre como uma carga de emoção muito forte, misturando-se com o drama pessoal de cada um dos personagens. “Sob Pressão” vai dar um tempo agora, dia 25, ao final desta terceira temporada e voltar em 2021, quando a maioria dos seus atores já estiver liberada de outros compromissos assumidos. Vários deles estarão envolvidos com novelas e cinema antes disso. TV Tudo Exemplo Marjorie Estiano será um desses casos que, na pausa de “Sob Pressão”, estará envolvida em outro trabalho na Globo. A sua escalação “O Selvagem da Opera”, da Maria Adelaide do Amaral, para exibição no ano que vem, já foi confirmada. Prestigiada A CNN Brasil pode até querer, mas não vai conseguir tirar Adriana Araújo do “Jornal da Record” - essa é a opinião de muita gente que trabalha no jornalismo da emissora em São Paulo. Segundo eles, por uma razão bem simples: Adriana nunca esteve tão prestigiada como agora. Aposta Andressa Guaraná, chefe de produção no jornalismo da Band, em São Paulo, agora também está como apresentadora dos boletins diários sobre a previsão do tempo no BandNews. E nas duas funções, com desempenhos dos mais importantes. Ibope Os programas com problemas na audiência, em situações de desespero, recorrem às conhecidas saídas de sempre para melhorar seus desempenhos. Algumas dessas conhecidas saídas atendem pelos nomes de Leonardo e Eduardo Costa. Agora, acaba de se juntar a eles a empresária Silvia Design. E mais uma que mexe com os números. Tudo certo Embora ainda não exista uma manifestação oficial por parte de ninguém, já é possível confirmar a segunda temporada da série “Homens”, parceria do Fábio Porchat com o canal Comedy e a Amazon. A próxima terá outros oito episódios. Vai longe As gravações da série “Segunda Chamada” vão consumir ainda mais dois meses de trabalho em São Paulo. Oficialmente, a Globo se pronuncia apenas sobre a primeira temporada e seus 12 episódios. Porém, sabe-se que há uma grande expectativa em torno desse projeto. Não deve parar por aí. Data de entrada A Globo marcou para dia 30, o início da participação de Oscar Magrini em “A Dona do Pedaço”. Ele vive Honorato, marido de Gina (Gretchen), e entrará em cena para ajudar Agno (Malvino Salvador) e Rock (Caio Castro). Eles tentam uma forma de afastar a dançarina de Eusébio (Marco Nanini) e ajudar Dorotéia (Rosi Campos) a retomar o relacionamento com ele. Mercado Paula Cavalcanti, com passagens em diversas emissoras e, por último, na Fremantle, acaba de acertar seu ingresso na TV Cultura. Foi chamada por José Roberto Maluf, com quem trabalhou no SBT, para cuidar de toda a produção. Representante O Pan-Americano do Peru, a partir da próxima sexta-feira, terá transmissão da Record e SporTV, as duas já em processo de aquecimento para dar início aos trabalhos. O BandSports fará o acompanhamento jornalístico com Álvaro José, já às vésperas de viajar para Lima, também como preparação para a Olimpíada do ano que vem. Futebol Além do francês, que só falta assinar, a Band tem interesse na transmissão do campeonato alemão de futebol, já a partir desta próxima temporada. A negociação, informa-se, está muito bem encaminhada. Bate – Rebate · Oscar Maroni, empresário da noite de São Paulo, é o convidado do Raul Gil para o quadro do chapéu, neste sábado, no SBT. · Band distribuiu comunicado informando que não mais promoverá os concursos de Miss São Paulo e Miss Brasil... · ... Nada além do que esta santa coluna não tivesse informado já há algum tempo. · Antes eram só participações especiais e bem esporádicas, apenas para esclarecimentos de um assunto da ocasião... · ... No entanto, nesses últimos tempos, existem casos de médicos e advogados como atrações fixas em vários programas de quase todas as emissoras... · ... Alguns, inclusive, declaradamente preocupados em fazer propaganda deles mesmo. · O frio intenso em São Paulo e Rio nos últimos dias fez a alegria das novelas da Globo... · ... Desde “Malhação” até “A Dona do Pedaço”, todas observaram crescimentos de audiência... · ... “Verão 90”, na reta final, ainda ganhou esse inesperado empurrãozinho da natureza. · Na Record, o programa do Rodrigo Faro, neste domingo, também entra no barulho de “La Casa de Papel”, lançamento da terceira temporada no Netlix... · ... Isto se dará em forma de game show com a participação do público. Boston
O Arraiá Caiçara 2019 em São Sebastião terá show da cantora Naiara Azevedo neste domingo (21). Além da sertaneja, o evento terá diversas atrações para a Rua da Praia de São Sebastião. Realizado pela Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Turismo (SETUR) e da Fundação Educacional e Cultural “Deodato Sant’Anna” (Fundass), nesta sexta-feira (19), será dada continuidade na fase classificatória do Festival Sertanejo, e na sequência, tem o show com a dupla local Joy & Daniel. Já no sábado (20), o Arraiá recebe a intervenção artística Forró nas Alturas, com os artistas dançando sobre pernas de pau; a apresentação do Museu Vivo, com a Cia. O Castelo das Artes; a Quadrilha Julina São Pedro e também a Quadrilha de Bonecos Gigantes da Mantiqueira; além da grande final do Festival Sertanejo e o show com os Irmãos Rodrigues, vencedores da edição passada do Festival. Encerrando a programação, no domingo (21), às 20h30, terá show do cantor Lucio Neves. A cantora Naiara Azevedo, dona do sucesso “50 reais”, sobe ao palco às 22h, e promete animar o público no último dia de evento. O Arraiá Caiçara ainda conta com praça de alimentação, tendo mais de 50 estandes de doces e salgados tradicionais dos festejos julinos, além de atrações na Casa Caiçara, com apresentações culturais e degustação da culinária tradicional. Confira a programação completa: 19/07 (sexta-feira)16h às 22h - Casa Caiçara - Apresentações culturais e degustação de culinária tradicional19h às 22h - Museu Vivo Caiçara - Cia. O Castelo das Artes19h - Festival Sertanejo22h - Show com Joy & Daniel 20/07 (sábado)16h às 22h - Casa Caiçara - Apresentações culturais e degustação de culinária tradicional17h - Forró nas Alturas19h às 22h - Museu Vivo Caiçara - Cia. O Castelo das Artes19h - Quadrilha Junina São Pedro19h - Festival Sertanejo22h – Show com Irmãos Rodrigues23h - Quadrilha Junina Bonecos Gigantes da Mantiqueira 21/07 (domingo)16h às 22h - Casa Caiçara - Apresentações culturais e degustação de culinária tradicional19h às 22h - Museu Vivo Caiçara - Cia. O Castelo das Artes20h30 - Show com Lucio Neves22h - Show com Naiara Azevedo
A Serra da Mantiqueira é palco de diversos encontros durante o Festival de Inverno de Campos do Jordão. Neste sábado, o cantor e compositor Lenine se apresenta ao lado da Jazz Sinfônica, cantando suas canções em novos arranjos. Unindo o popular e o clássico, o show gratuito acontece na Praça do Capivari, prometendo atrair amantes da MPB, adeptos da música clássica e aqueles que só apreciam música pelo que ela é, por como ela soa. Lenine, que já tocou com a Jazz Sinfônica em outras oportunidades, afirma que não gosta de dividir a música em gêneros. “Eu tenho uma visão romântica do que é a música. Eu jamais coloco outro adjetivo na frente dessa palavra. Para mim, é tudo música. E música é relação, interação”, explica o cantor em entrevista exclusiva a OVALE. Misturar e unir: esse foi o objetivo da série de concertos realizados pela Jazz Sinfônica durante todo o Festival de Inverno de Campos do Jordão. Entre as apresentações já realizadas na concha do festival, estão shows de Carlinhos Brown, que se apresentou ao lado da orquestra no primeiro final de semana do evento e Fafá de Belém, que encantou e animou a plateia mesmo com o friozinho da serra. “Essa é a magia do momento, todo mundo compartilhando junto. Nesse sentido, a música não muda de estilo para estilo”, completa Lenine. Vencedor de seis Grammys Latinos, o cantor lançou no final de 2018 o disco ao vivo “Em Trânsito”, com músicas que fizeram parte de sua carreira e inéditas, como a música “Intolerância”. “Tudo que eu faço é uma crônica. A música tem essa abrangência, de ser um depoimento do que me incomoda e o que me comove na vida. É como se eu fosse um para raio (risos)”, finaliza o cantor e compositor. No próximo final de semana, o último do Festival de Inverno de Campos do Jordão, é a vez do sambista Diogo Nogueira tocar junto a orquestra, no encerramento do evento, que acontece no dia 28 de julho, domingo.