notícias

Ex-integrante do governo Izaias Santana (PSDB), o Prof. Will Mendes (PV) vai às urnas pela Prefeitura de Jacareí com um plano de governo que inclui a construção de um hospital municipal, o retorno da UPA infantil para a região central, ensino bilíngue na rede municipal e a proposta de facilitar a abertura de empresas para auxiliar a economia no período pós-pandemia. A conversa integra o 'OVALE Entrevista: Especial Eleições', quadro em que todos os candidatos às prefeituras de São José dos Campos, Taubaté e Jacareí apresentam seus planos de governo para as respectivas cidades, tendo em vista a chegada do pleito eleitoral. Em Jacareí, a votação é única e acontece no dia 15 de novembro. "Quero ser o prefeito da conciliação, quero ser o prefeito que vai conversar, que vai brigar por você e não brigar com você. Acho que o diálogo é a melhor que a gente tem para poder entender os desafios e os problemas da cidade. Eu venho rodando a cidade por mais de 30 dias conversando com as pessoas e o meu propósito é de continuar fazendo isso pelos próximos quatro anos, porque não existe fiscal melhor do que o próprio cidadão", afirmou. Todas as entrevistas podem ser conferidas também nas redes sociais de OVALE. Confira cronograma: 13/10: Adilson dos Santos (PSTU) 14/10: Fernando da Ótica (Republicanos) 15/10: Professora Suzete (PSOL) 16/10: Prof. Claudio Leonetti (PMB) 19/10: Sergio Coutinho (Patriota) 20/10: Marco Aurélio (PT) 21/10: Izaias Santana (PSDB) 22/10: Fernando Cappelli (PSL) 23/10: Arildo Batista (PTB) 26/10: Will Mendes (PV) 27/10: Mauricio Haka (PRTB)
Em sua quinta disputa eleitoral, Raquel de Paula é o nome do PSTU para o Paço de São José dos Campos em 2020. Como ideais, ela defende um governo voltado para atender as necessidades das mulheres, dos trabalhadores e da comunidade LGBT. Nos projetos, um plano de obras públicas capaz de gerar novos empregos e o fim taxação de tributos como o IPTU. A conversa integra o 'OVALE Entrevista: Especial Eleições', quadro em que todos os candidatos às prefeituras de São José dos Campos, Taubaté e Jacareí apresentam seus planos de governo para as respectivas cidades, tendo em vista a chegada do pleito eleitoral. Em São José, a votação pode ter dois turnos. O primeiro acontece no dia 15 de novembro. "Me sinto à disposição para essa tarefa, para esse pleito, para representar a maioria da população brasileira e de São José dos Campos, e que está sofrendo demais com esse momento difícil. Além de ter chorado seus mortos, ainda ter que enfrentar as filas do auxilio emergencial, que já vai acabar em dezembro e que não vai receber uma boa parte, e que a maioria dos desempregados, moradores de rua, por conta de uma situação econômica e o alto índice de desemprego, sobretudo aqui em São José dos Campos", disse. Confira cronograma de entrevistas: 13/10: Luiz Carlos (PTC) 14/10: Professor Agliberto (Novo) 15/10: Marina (PSOL) 16/10: Coronel Eliane Nikoluk (PL) 19/10: Felicio Ramuth (PSDB) 20/10: Dr. Constantino Cury (PSB) 21/10: João Bosco (PCdoB) 22/10: Anderson Senna (PSL) 23/10: Wagner Balieiro (PT) 26/10: Raquel de Paula (PSTU) 27/10: Renata Paiva (PSD)
A partir dessa segunda-feira (26), OVALE irá listar as principais promessas dos candidatos a prefeito de São José dos Campos. Serão, ao todo, 10 publicações. Cada uma trará as principais propostas de cada candidato para uma determinada área: Administração/Finanças, Assistência Social, Cultura, Educação, Emprego, Esporte, Habitação, Mobilidade Urbana, Saúde e Segurança. A série será aberta com as propostas para Administração/Finanças. Cada candidato foi convidado a listar os três principais projetos para essa área. Confira abaixo as propostas de cada um (conforma combinado com os partidos, a ordem de aparição respeita a data de envio do material pelos candidatos): ANDERSON SENNA (PSL) -Implantar um planejamento integrado, baseado em diretrizes e planos com metas e objetivos bem definidos, trabalhando em conjunto para apresentar soluções e atender a necessidades das pessoas de forma rápida e eficiente. -Enxugar a máquina pública, diminuir o número de secretários e de cargos comissionados em até 40% de forma gradual, sem deixar de atender a população. -Valorizar os servidores públicos municipais com ferramentas de avaliação de desempenho e ascensão funcional por mérito. JOÃO BOSCO (PCdoB) -Usar a Ciência de Dados, visando a desburocratização e agilização no acesso aos dados e informações disponíveis. -Ações para o funcionalismo, como revogação da cobrança dos 14% de alíquota previdenciária; realização de concursos públicos, principalmente nas áreas da Saúde e Educação; unificação do Plano de Carreira dos Professores; e pôr fim às terceirizações e à pejotização, especialmente dos médicos. -Aperfeiçoar os mecanismos de participação popular na elaboração do planejamento e das peças orçamentárias e auditar as dívidas e compromissos herdados das administrações anteriores. MARINA SASSI (PSOL) -Reavaliação de todos os contratos estabelecidos e avaliação criteriosa dos investimentos visando combater o desperdício dos recursos públicos -Política de valorização da administração e do funcionalismo público, combatendo a terceirização em amplos setores, principalmente nas áreas da saúde, educação e segurança pública, bem como substituir os cargos de confiança por funcionários de carreira, visando eliminar o empreguismo político e valorizar o servidor concursado. -Estabelecer IPTU maior para os ricos e super-ricos da cidade e para as áreas especulativas. WAGNER BALIEIRO (PT) -Retomar o Orçamento Participativo e avançar na transparência total dos dados da Prefeitura, para que a população tenha voz e voto na definição das prioridades da gestão; -Informatizar 100% dos serviços municipais, facilitando a vida do cidadão que busca o atendimento público; -Valorizar os servidores, realizando novos concursos públicos para recompor o quadro de pessoal da administração devido às aposentadorias e exonerações, garantindo a qualidade dos serviços prestados aos munícipes. RAQUEL DE PAULA (PSTU) -Criação de conselhos populares em fábricas e locais de trabalho, onde a população decidirá por si mesma como resolver suas carências, sem ficar na falsa democracia onde só privilegiados decidem. -Taxação de grandes propriedades e fim da isenção fiscal dos ricos e das empresas que demitirem, com a criação de uma lei de responsabilidade social. -Auditoria da dívida pública municipal e suspensão do pagamento aos grandes bancos. CORONEL ELIANE NIKOLUK (PL) -Valorização dos servidores: criaremos a Escola de Gestão e ampliaremos o diálogo com os servidores, para participarem dos processos decisórios. -Gabinete de crise e transparência: faremos um diagnóstico das contas públicas, com levantamento das dívidas e revisão dos contratos, viabilizando um planejamento estratégico que garanta serviços de qualidade e os investimentos prioritários no pós-Covid, com transparência total. -Trabalho em Rede: vamos fortalecer os conselhos e audiências públicas, e articular redes de trabalho em parceria com a iniciativa privada para implementação de soluções inovadoras. DR. CURY (PSB) -Nortear a execução do orçamento anual, de quase R$ 3 bilhões, com base na priorização do bem-estar da população joseense, focando em investimentos que façam diferença na vida das pessoas, especialmente na área da saúde. -Atuar com eficiência na gestão dos recursos públicos, aprimorando os mecanismos de transparência e fiscalização dos gastos públicos. -Enxugar os gastos desnecessários da máquina pública, adequando as despesas de pessoal para que sirvam para a valorização do funcionalismo. RENATA PAIVA (PSD) -Tecnologias para assegurar transparência, a correta aplicação dos recursos e combater a corrupção, tornando permanente o departamento de auditoria e transparência. -Unificar o sistema de dados, assegurando a desburocratização de processos, motivando servidores, aumentando a produtividade e os serviços aos munícipes. -Implantar sistemas de racionalização de recursos, reavaliação dos contratos e dos investimentos, visando combater o desperdício do dinheiro público e endividamento municipal. FELICIO RAMUTH (PSDB) -Continuar pagando os fornecedores em dia e manter o caixa da Prefeitura no verde, consolidando a credibilidade de “bom pagador” que o município readquiriu nesta gestão. -Manter o pagamento do gatilho salarial dos servidores. -Garantir o crescimento do orçamento municipal, mesmo após a pandemia, para investir em novas escolas, mais equipamentos públicos e melhorias no atendimento à Saúde. PROFESSOR AGLIBERTO (NOVO) -Reforma administrativa com foco na redução de 70% dos cargos comissionados não concursados (o que já promoverá uma economia de R$ 50 milhões por ano), revisando ainda cargos e funções para a reformulação dos processos administrativos com a implementação de tecnologias de gestão eficiente. -Venda de todos os veículos oficiais e não operacionais da Prefeitura. -Revisão do código tributário para diminuir a carga de impostos de atividades econômicas estratégicas para o município, contemplando a redução da burocracia para abertura de novos negócios, a fim de favorecer, principalmente, pequenos empreendedores. LUIZ CARLOS (PTC) O candidato não enviou as propostas ao jornal.
A partir dessa segunda-feira (26), OVALE irá listar as principais promessas dos candidatos a prefeito de Taubaté. Serão, ao todo, 10 publicações. Cada uma trará as principais propostas de cada candidato para uma determinada área: Administração/Finanças, Assistência Social, Cultura, Educação, Emprego, Esporte, Habitação, Mobilidade Urbana, Saúde e Segurança. A série será aberta com as propostas para Administração/Finanças. Cada candidato foi convidado a listar os três principais projetos para essa área. Confira abaixo as propostas de cada um (conforma combinado com os partidos, a ordem de aparição respeita a data de envio do material pelos candidatos): FERNANDO BORGES (PCdoB) -Aprovar no prazo de dois anos o Plano de Carreira (Cargos e Salários) para todos os trabalhadores. -Acabar com todo tipo de assédio moral dentro do serviço público municipal e também garantir os direitos dos trabalhadores à organização sindical; -Exigir que as empresas terceirizadas do serviço público garantam a permanência dos empregos e contratem jovens aprendizes, além de manter um canal permanente de diálogo com setores da economia e seus representantes para garantir o emprego dos trabalhadores. EDUARDO CURSINO (PSDB) -Implantação da e-governance com a integração das TDIC (Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação) em todos os processos municipais, de forma gradativa. -Taubaté 156: uma modernização do serviço atual. A solicitação registrada por cada munícipe é encaminhada diretamente ao responsável pela execução do serviço. Para facilitar e agilizar o acompanhamento da solicitação, o munícipe poderá utilizar: Aplicativo Taubaté156, o Portal (site) e a Central de atendimento 156. -Implantar um Poupatempo Municipal. SALVADOR KHURIYEH (PT) -Aprovar a Lei de Transparência, criar a Controladoria Geral e o Portal da Transparência do Município. -Propor uma reforma tributária municipal com impostos regressivos, que beneficie a população mais necessitada, assim como as atividades que mais influenciam na vida destas pessoas. -Promover e orientar a participação popular em todo o processo para elaboração das leis do ciclo orçamentário, como o plano plurianual, as leis de diretrizes orçamentárias e as leis orçamentárias anuais. FABIANO VANONE (PODEMOS) -Revisar e renegociar os contratos. Essa é a saída para que os serviços públicos essenciais não sejam prejudicados e a Prefeitura tenha capacidade de investimento. -Plano de carreira: reorganizar cargos e salários. A meritocracia será uma realidade na nossa gestão, inclusive com servidores de carreira ocupando cargos em comissão e fazendo parte do secretariado. -Cartão Alimentação, que trará aos servidores benefícios como aumento do poder de compra; autonomia nas aquisições dos produtos; melhora na utilização do cartão em comércios da cidade (aumentando a arrecadação e a geração de emprego). PROFESSOR RONALDO (PSOL) -Contratação de novos funcionários por concurso público, garantindo o fim do assédio moral aos recém-contratados e aos mais antigos. -Escolha dos secretários por eleição direta pelos funcionários e Reforma Administrativa para diminuir em 50% os cargos em comissão, reorganizando as secretarias. -Resolver a inadimplência e a sustentabilidade financeira do IPMT, e auditar contratos de aluguéis de carros e imóveis no centro da cidade, assim como os empréstimos e demais dívidas do município. CAPITÃO SOUZA (PRTB) -Administração ética, transparente, norteada por uma política de compliance, respeitando aos princípios da legalidade, moralidade, impessoalidade, publicidade e eficiência, gerando confiança e credibilidade na gestão pública. -Proceder auditoria nos contratos vigentes. -Redução de cargos comissionados. LORENY (CIDADANIA) -Informatizar os principais setores da Prefeitura e criar um aplicativo para desburocratizar e facilitar a vida dos taubateanos. -Fazer a reforma administrativa e redesenhar os procedimentos internos de atendimento da prefeitura. E fazer com que as empresas e as organizações sociais cumpram com rigor os contratos. -Auditar e renegociar a dívida pública do município, em especial o rombo no IPMT e o empréstimo do CAF. JOSÉ SAUD (MDB) -Implantar a Estratégia de Governo Digital através das tecnologias digitais com o propósito de modernizar, simplificar e desburocratizar os processos administrativos e a prestação dos serviços públicos. -Fortalecer a aplicação dos instrumentos das parcerias público-privadas, de acordo com a legislação vigente, com a finalidade de melhorar e ampliar a prestação dos serviços públicos à população. -Implantar e fortalecer os mecanismos de compras públicas sustentáveis como uma solução que integre considerações ambientais e sociais em todos os estágios do processo da compra e contratação. CHICO OIRING (PSC) -Fazer auditoria na prefeitura -Criar plano de carreira para funcionários públicos municipais -Estimular ingresso de novas empresas na cidade e estimular o pequeno comércio DODÔ (PTC) -Buscar parcerias com o setor privado para serviços não essenciais ao interesse público. -Desenvolver o departamento de compras centralizadas e inteligentes priorizando o setor de custos e melhoria na qualidade de contratos. -Modernizar a prestação de serviços, eliminando funções meramente burocráticas.
A partir dessa segunda-feira (26), OVALE irá listar as principais promessas dos candidatos a prefeito de Jacareí. Serão, ao todo, 10 publicações. Cada uma trará as principais propostas de cada candidato para uma determinada área: Administração/Finanças, Assistência Social, Cultura, Educação, Emprego, Esporte, Habitação, Mobilidade Urbana, Saúde e Segurança. A série será aberta com as propostas para Administração/Finanças. Cada candidato foi convidado a listar os três principais projetos para essa área. Confira abaixo as propostas de cada um (conforma combinado com os partidos, a ordem de aparição respeita a data de envio do material pelos candidatos): PROF. WILL MENDES (PV) - Criar o aplicativo da cidade, o Jacarein, uma interface tecnológica de fácil acesso à população; - Garantir uma avaliação objetiva das remunerações variáveis; - Criar posto do Atende Bem nas subprefeituras. PROFESSORA SUZETE (PSOL) - Transparência: Prestação de contas permanente com maior participação da população. Acabar com cargos comissionados e empreguismo político. Valorização dos trabalhadores municipais. Eleição direta de chefias para todas as áreas; - Contra a corrupção: Revisar todos os contratos com OSs. Acabar com a terceirização na saúde, educação e outras áreas; - Menos imposto para os mais pobres, mais imposto para os mais ricos: Para investimento nas áreas sociais, saúde, educação, emprego, moradia e outras. SERGIO COUTINHO (PATRIOTA) - Aproveitar ao máximo as “ferramentas” humanas que Jacareí tem, com o objetivo de gerar economia, aumentando Recursos para a melhoria da estrutura operacional. - Fortalecer com imparcialidade a Comissão dos Servidores Municipais, para entendermos os problemas de estrutura que o Servidor enfrenta no seu dia a dia e discutir soluções viáveis. - Transparência na fiscalização, contabilidade, legitimidade, principalmente na aplicação do dinheiro arrecadado de tributos municipais como IPTU, taxa de lixo, etc. ARILDO BATISTA (PTB) - Promover incentivos fiscais para atrair novos investimentos e geração de emprego e renda; Programa Empreendedor VIP – Criação de estrutura especial para processo de abertura de empresas; Valorização do servidor público, promovendo melhorias na estrutura de trabalho, oferecendo assistência e qualificação com a retomada da Escola do Servidor. ADILSON DOS SANTOS (PSTU) - O PSTU propõe governar apoiado no Conselho Popular Municipal, formado por representantes dos trabalhadores, desempregados, autônomos, pequenos comerciantes e da juventude; - Não confundimos crescimento econômico com desenvolvimento social. O direito ao lucro não pode estar acima do direito à vida! - Plano Emergencial: Salário desemprego custeado pelo Município para todos os desempregados; crédito a juros zero para os pequenos negócios; refeição gratuita em restaurantes coletivos e internet grátis em toda a cidade. IZAIAS SANTANA (PSDB) - Conclusão da reforma administrativa pra envolver cargos de nível superior (em especial servidores da saúde e educação); - Reposição das perdas inflacionárias em decorrência dos dois anos de pandemia; - Revisão das leis de incentivo fiscal para ampliar competitividade do município. MAURICIO HAKA (PRTB) - Diminuir o número de secretarias. Nomear funcionários efetivos, valorizando os mesmos e pagar o complemento ao invés de fazer novas contratações; - Auditar e rever contratos já existentes; - Fazer o máximo possível de PPP (Parceria Público-Privada). MARCO AURÉLIO (PT) - Garantir internet gratuita e de qualidade para toda a cidade; - Agilidade nos processos: licenciamentos em até 30 minutos, com a criação de novo licenciamento digital, contemplando autorização de construção, funcionamento, parcelamento e meio-ambiente; - Implantar atendimento integrado - com esta medida, o cidadão terá, por meio digital, todas as informações e serviços prestados pela prefeitura. Pretendemos estabelecer um novo padrão de agilidade, descomplicar os processos e gerar serviços de melhor qualidade. PROF. CLÁDIO LEONETTI (PMB) - Investir na integração de Sistemas Administrativos, prevendo obter maior qualidade, agilidade, transparência e menor custo operacional; - Criar Plano de Gratificação Individual -PGI, aos servidores municipais, mediante a apresentação de Projetos que tragam benefícios e melhorias; - Incentivar e apoiar a vinda de mais empresas para a nossa cidade, com o objetivo de aumentar a arrecadação e geração de emprego para a nossa população. FERNANDO CAPPELLI (PSL) - Administração participativa com a sociedade, através de associações de moradores e audiências públicas programadas, incentivar o exercício de cidadania e o sentimento de pertencimento; - Valorização do funcionalismo público através de cursos de qualificação e incentivos as “Propostas de Melhorias Contínuas”; - Criar cronograma de atendimento e promover ações contínuas, permanentes e integradas das secretarias que são responsáveis pelas maiores demandas de cada bairro do município. FERNANDO DA ÓTICA (REPUBLICANOS) - Valorização dos servidores municipais, coibindo perseguição/assédio e criando programa de formação continuada, para que possam progredir na carreira; - Visando uma gestão participativa, vamos criar o programa "Fale com o prefeito". Será aberto o auditório da Prefeitura uma vez por semana para ouvir a população e discutir os temas importantes para nossa cidade; - Melhoria e fortalecimento dos órgãos de apoio ao cidadão, buscando melhor presteza no atendimento e rapidez nas solicitações.