Logo Jornal OVALE

notícias

O São José arrancou um empate nos acréscimos por 1 a 1 contra o Guarulhos neste domingo pela manhã, no estádio Antonio Soares de Oliveira, em Guarulhos, na abertura da terceira fase do Campeonato Paulista da Quarta Divisão, no grupo 14. Com o resultado, também completa 12 jogos e três meses sem perder na competição. No quadrangular onde os dois melhores colocados avançam às quartas de final, o time comandado pelo técnico Francisco Oliveira teve uma atuação abaixo do esperado, mas conseguiu reagir no final. No outro jogo da chave, o Fernandópolis venceu a Catanduvense por 1 a 0 fora de casa. Agora, a Águia do Vale volta a jogar no dia 24, próximo sábado, quando recebe a Catanduvense, a partir das 19h, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos. No outro sábado, dia 31, faz outro jogo em casa, no mesmo horário, contra o Fernandópolis. O JOGO. A partida começou movimentada e, mesmo na condição de visitante, o São José tentou tomar a iniciativa da partida em Guarulhos. Mas quem abriu o placar foi o time da casa. Aos 14min, após arrancada pela esquerda, o cruzamento foi para Balotelli, que desviou no canto esquerdo do goleiro Rafael Mello: 1 a 0. E o time da casa, nos contra-ataques, era melhor. Aos 22min, com Shepa, quase ampliou em chute cruzado, sem ângulo, defendido pelo goleiro da Águia. Encurralado no campo de defesa, o São José sofria a pressão dos donos da casa, sem conseguir sair para o ataque. Os joseenses conseguiram levar perigo de novo só aos 27min, após jogada pela esquerda, quando Igor Eto'o, em chute rasteiro, chutou na rede, pelo lado de fora, assustando a defesa adversária. Mas o Guarulhos era melhor e continuava criando mais chances de gol, enquanto o São José parecia não ter poder de reação no primeiro tempo. Depois do intervalo, a Águia voltou mais disposta e logo aos 4min quase empatou com Luan. Precisando do resultado, adiantou a marcação e ficou a maior parte do tempo no ataque, mas sem conseguir chegar com contundência. E aos 27min quase levou o segundo gol, em jogada de Balotelli, que o goleiro Rafael Mello fez mais uma importante defesa para a Águia. Aos 38min, Gustavo chegou com perigo, na marca do pênalti, e o goleiro do São José mais uma vez fez uma defesa espetacular, mandando para escanteio, e evitando o segundo gol. Aos 47min, Jonatan colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro marcou pênalti para o São José. Na cobrança, aos 48min, Luan empatou para o São José, chutando no canto esquerdo, rasteiro. Na sequência, o Guarulhos ainda teve a chance de fazer o segundo, com Arthur, que mandou para o gol, mas estava impedido e o bandeira anulou. Ficha técnica Guarulhos: Carlos Vinícius; Alan, Felipe, Machado e Arthur; Victor Hugo, Breno (Jonatan), Shepa e Douglas Valle (Marlon); Balotelli (Vitão) e Gustavo. Técnico: Edu Miranda São José: Rafael; Willians (Alex Junior), Gabriel Franco, Barão e Luciano Pit; Wesley, Zanetti (Allex Carioca) e Igor Eto’o (Luiz Henrique); Brener, Luan e Leandro Gols: Balotelli, aos 16min do primeiro tempo; Luan aos 48min da etapa final. Árbitro: João Vitor Gobi. Cartões amarelos: Gabriel Franco, Igor Eto'o e Alex Junior (S); Arthur (G). Local: Estádio Antonio Soares de Oliveira, em Guarulhos
O  São José Futsal empatou por 4 a 4 com o  Pulo do Gato, em Campinas, nesta sexta-feira, pela segunda rodada da primeira fase da Liga Paulista da  modalidade. com gols de Vandinho, Banana, Biel e Gustavinho. O próximo compromisso joseense é na terça-feira, dia 20, novamente fora de casa, dessa vez contra o Taubaté, às 19h30, no ginásio da Vila Aparecida, no clássico do Vale. Nesta sexta, a equipe joseense começou a partida equilibrando sua marcação, fechando os espaços e não deixando o time da casa criar muitas chances de gols. Aos poucos, subindo cada vez, o São José passou a levar muito perigo para a área adversária até que Banana levou a bola pela ala e tocou no segundo pau, onde Vandinho chutou para fazer o segundo. Depois disso só dava São José no jogo. O segundo tento veio somente na metade final do primeiro tempo: Gustavinho dominou na ala, esperou a movimentação e tocou para Banana, que chutou alto, vencendo o goleiro e marcando o segundo dos visitantes. Depois disso a equipe do Pulo acelerou seu jogo, fazendo a defesa e o goleiro Rafa trabalharem bem para deixar o placar como estava antes da saída para o intervalo. O segundo tempo começou com o São José mantendo sua pressão na marcação. Foi assim que Pelé teve a primeira oportunidade ao receber uma bola na ala, mas o goleiro defendeu o chute. Foi com Biel que veio o terceiro. O camisa 16 girou em cima do marcador quando recebeu, saiu livre e bateu na saída do goleiro. Tanque diminuiu um minuto depois. Gustavinho fez o quarto em chute pelo meio após limpar o marcador e chutar. No goleiro linha o Pulo fez dois gols rápidos, com Tanque e Valtinho. No tiro livre empatou, com Tanque. Os joseenses tentaram até o final, mas a defesa da equipe do Pulo do Gato estava mais equilibrada, contando, ainda, com boas defesas do goleiro adversário.
O Taubaté completou sete jogos de invencibilidade na Copa Paulista ao vencer o Desportivo Brasil por 1 a 0, em Porto Feliz, nesta sexta-feira, pela penúltima rodada do grupo 3 da Copa Paulista. Com o resultado, o time da região, comandado pelo técnico Ivan Izzo, chegou aos 17 pontos na chave e ainda tem chances de ultrapassar o Juventus na liderança da chave. Foi a terceira vitória consecutiva dos taubateanos no torneio, a segunda seguida fora de casa. Agora, o Burro da Central volta a jogar no sábado, dia 24, a partir das 15h, contra a Portuguesa, no Joaquinzão, pela última rodada da primeira fase. O JOGO. O time da região começou avassalador. Mesmo fora de casa, foi para cima do adversário e abriu o placar logo aos 4min, com Rodriguinho, aproveitando jogada que começou com Marcos Nunes. O Desportivo Brasil, em desvantagem no placar, foi para cima na busca pelo empate. Teve algumas chances, mas nos contra-ataques o Burrão era mais perigoso. Tanto é que o goleiro Welder fez pelo menos três grandes defesas ainda no primeiro tempo, que terminou com vantagem taubateana de 1 a 0. No segundo tempo, o Taubaté não diminuiu o ritmo e novamente chegou com perigo nos primeiros ataques. Porém, ficou com um a menos após a expulsão de Ian, pelo segundo cartão amarelo. Ainda assim, conseguiu suportar a pressão. Aos 28min foi a vez de Willian, do Desportivo Brasil, ser expulso por falta violenta. Ficha técnica Desportivo Brasil: Welder, Edson, Willian e João Gabriel (David Elias); Guilherme, Vinicius e Alex; Jhonatan, Lucas Douglas (Campanholo) e Andrei (Wellington). Técnico: Simão Freitas Taubaté: Rafael Dida; Carlinhos, Rafael Castro, Henrique e Ian; Alan Mota, Anderson e Velicka; Marcos Nunes (Elorhan), Rodriguinho (Tatá) e Lalau (Branquinho). Técnico: Ivan Izzo Gols: Rodriguinho, aos 4min do primeiro tempo. Árbitro: Leandro Bizzio Marinho. Cartões amarelos: Ian (T); Vinícius (D). Expulsões: Ian (T); Willian (D). Local: Estádio Municipal Ernesto Rocco, em Porto Feliz. Público: 270 pagantes. Renda: R$ 3.400
O São José foi goleado pelo Corinthians por 4 a 1 nesta quarta-feira à tarde, em pleno estádio Martins Pereira, em São José dos Campos, pelo jogo de ida das quartas de final do Campeonato Brasileiro Feminino da Série A-1. O resultado complica a situação das Meninas da Águia dentro da competição. Agora, as equipes se reencontram na próxima quarta-feira, a partir das 19h30, no Parque São Jorge, em São Paulo, e o time comandado pelo técnico Cléber Arildo vai ter que vencer por quatro gols de diferença para ir às semifinais e continuar na briga pelo título, único que ainda falta para a galeria do clube. Em campo, o Corinthians começou de maneira avassaladora. Marcou forte a saída de bola joseense e abriu o placar logo aos 2min, com Victoria Albuquerque, em jogada pela esquerda. Em seguida, aos 6min, após cobrança de escanteio pela direita, Gabi Zanotti desviou de cabeça e a bola ainda bateu na trave antes de entrar: 2 a 0 para o Timão. Aos pouco, o São José foi se acertando em campo e descontou aos 24min com Poliana, de cabeça. Cinco minutos depois, a lateral-direita joseense foi derrubada dentro da grande área. Na cobrança do pênalti, porém, Rafa Martins cobrou para fora, à direita da goleira adversária. No final do primeiro tempo, aos 43min, Victoria Albuquerque novamente marcou para as corintianas, ampliando para 3 a 1 e esfriando a reação joseense. No segundo tempo, as visitantes quase ampliaram logo no início, novamente com Victoria Albuquerque, que desperdiçou grande oportunidade. O São José adiantou a marcação, ficou mais com a posse de bola, mas não tinha força suficiente para diminuir. E, para complicar ainda mais, aos 37min o Corinthians ampliou com Milene, fazendo 4 a 1 e praticamente definindo a sorte do campeonato.