notícias

O cronograma do Mundial de Clubes de 2020 sofreu alterações na manhã desta segunda-feira (18). A principal delas foi limitar o torneio a apenas dois estádios: Education City (Doha) e Ahmad Bin Ali (Al Rayyan). Em nota, a Fifa anunciou que o Khalifa International Stadium (Doha), onde ocorreriam inicialmente dois jogos, não será mais usado. Segundo a entidade, as mudanças foram necessárias após a desistência do Auckland City - na semana passada o clube neozelandês abdicou de participar da competição em respeito às medidas sanitárias do país para controlar a pandemia de covid-19. No mais, a Fifa confirmou que o formato do Mundial permanece o mesmo. Com o cancelamento da partida de abertura em 1º de fevereiro - Auckland City e Al Duhail, do Catar - o primeiro jogo do Mundial será no dia 4 de fevereiro. Palmeiras ou Santos (o campeão da Copa Libertadores) estreia no dia 7 de fevereiro no Education City, onde também será a final, em 11 de fevereiro. Após a desistência do Auckland City, o Al-Duhail avançou direto para a segunda fase do torneio. O sorteio das chaves ocorrerá nesta terça-feira (19), às 12h (horário de Brasília), na sede da Fifa, em Zurique (Suíça). Confira abaixo os clubes confirmados no Mundial 2020: Bayern de Munique - campeão da Europa Ulsan - campeão da Ásia Al Ahly - campeão da África Tigres - campeão das Américas Central e do Norte Al Duhail - campeão nacional do Catar Santos ou Palmeiras - campeão da Libertadores
O técnico do Taubaté, Toninho Cecílio, disse na tarde desta segunda-feira que o Burro da Central precisa de mais dois jogadores para fechar o elenco que vai disputar o Campeonato Paulista da Série A-2. A equipe iniciou a pré-temporada. “A montagem foi feita envolvendo todos os funcionários do departamento de futebol, além da presidente. Tivemos ritmo de trabalho muito intenso, duas três semanas conseguimos montar o elenco, faltam ainda duas contratações bem pontuais”, disse o treinador. Duas Outras peças já treinam com o elenco, mas ainda não foram anunciadas. Segundo o treinador, o clube também vai valorizar a categoria de base. O elenco já está montado, o elenco que eu gosto. 50% vem do sub-20 do Taubaté. E precisa fazer isso, o Taubaté precisa revelar jogadores, que já estão aqui. E o outro grupo que é um grupo mais experiente, vai para dar sustentação física, técnica, emocional e a experiência que eles agregam”, ressaltou o treinador. Segundo ele, o trabalho inicial da pré-temporada já enfatiza a parte física e técnica. “Hoje a pré-temporada já é feita de um trabalho em conjunto, dentro dos trabalhos técnicos, se atende a parte física. Um trabalho de campo reduzido, com bola, onde exige muito da parte física e você já ganha em tempo trabalhando a bolça com os jogadores, a intimidade. Taticamente é difícil trabalhar nesse início, fica um pouco mais para frente, mas a parte técnica com a física é trabalhada como um todo”, disse.
Pelas contas do próprio Corinthians, o Palmeiras assumiu, nesta segunda-feira, a liderança no retrospecto geral do duelo que teve início em maio de 1917. Agora, são 129 vitórias palmeirenses contra 128 vitórias corintianas, além de 110 empates. O time do Parque São Jorge havia ultrapassado o rival no ano passado, após vencer por 1 a 0, na Neo Química Arena, pela primeira fase do Campeonato Paulista. Depois, vieram dois empates na decisão do Estadual. Mas, no Campeonato Brasileiro, o Verdão superou o Timão nos dois turnos: 2 a 0 em Itaquera e 4 a 0 no Allianz Parque. Nas contas do Palmeiras, após o resultado desta segunda, o placar ficou assim: 133 vitórias alviverdes contra 130 vitórias alvinegros e outros 114 empates. A causa da divergência Os 10 jogos de diferença no retrospecto oficial de cada clube incluem quatro vitórias do Palmeiras, quatro empates e duas vitórias do Corinthians. Nove partidas foram válidas pelo extinto Torneio Início e uma pela Taça Augusto Henrique Mundel. Todas as partidas tiveram duração inferior ao tempo regulamentar. Confira os 10 jogos que divergem as listas: 26/01/1919 – Palestra Itália 0 x 0 Corinthians – Torneio Início 15/04/1923 – Palestra Itália 1 × 0 Corinthians – Torneio Início 11/04/1926 – Palestra Itália 1 × 2 Corinthians – Torneio Início 12/05/1935 – Palestra Itália 0 x 0 Corinthians – Torneio Início 03/07/1938 – Palestra Itália 0 x 0 Corinthians – Taça Augusto Henrique Mundel 12/03/1944 – Palmeiras 0 x 1 Corinthians – Torneio Início 01/08/1954 – Palmeiras 0 x 0 Corinthians – Torneio Início 04/06/1957 – Palmeiras 2 × 1 Corinthians – Torneio Início 17/05/1958 – Palmeiras 1 × 0 Corinthians – Torneio Início 12/01/1969 – Palmeiras 2 × 0 Corinthians – Torneio Início
O Palmeiras pode dormir no G4 do Campeonato Brasileiro na noite desta segunda-feira. Com gols de Raphael Veiga e Luiz Adriano no Allianz Parque, em uma atuação brilhante, o time alviverde ganhou por 4 a 0 do apagado Corinthians e encerrou série de quatro vitórias consecutivas do arquirrival no torneio. A vitória no clássico, válido ainda pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, deixa o Palmeiras com 51 pontos ganhos. O time alviverde briga por um lugar no G4 com o Flamengo, que enfrenta o Goiás também nesta segunda. O Corinthians, por sua vez, permanece com os mesmos 42 pontos e figura no nono posto da tabela de classificação. Pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Flamengo às 19 horas (de Brasília) desta quinta-feira, no Estádio Mané Garrincha. Às 21 horas do mesmo dia, o Corinthians tenta a recuperação contra o Sport, na Neo Química Arena. O Jogo – As duas únicas chances de gol do Corinthians no primeiro tempo nasceram a partir de cruzamentos de Fagner do lado direito. No primeiro, Jemerson cabeceou para boa defesa de Weverton e, no segundo, Gil cabeceou na trave esquerda da meta palmeirense. O time da casa passou a trabalhar a bola com qualidade no meio de campo e tomou o controle da partida. Aos 33 minutos do primeiro tempo, Willian protegeu a marcação e acionou Raphael Veiga dentro da área. Luiz Adriano levou a marcação de Gil e o meia, sozinho, finalizou com precisão diante de Cássio. O Palmeiras ainda teve tempo para marcar o segundo aos 44 minutos da etapa inicial. Willian recebeu belo passe de Zé Rafael e, diante da saída de Cássio, tocou para Luiz Adriano marcar. O assistente marcou impedimento, mas o lance acabou validado pelo VAR. Logo aos 2 minutos da etapa complementar, pouco depois de Cássio salvar em chute de Willian, o Palmeiras marcou o terceiro gol. Após lançamento de Luan, Luiz Adriano tentou girar em cima de Jemerson, mas foi parado. Na sobra, Raphael Veiga completou de primeira e marcou seu segundo gol. O Palmeiras manteve o domínio da partida e marcou seu quarto gol aos 20 minutos do segundo tempo. Sem olhar para trás, o corintiano Gabriel tentou recuar para Cássio. Sozinho, Luiz Adriano dividiu com o goleiro adversário e viu a bola terminar nas redes. Aos 31 minutos, o árbitro Jean Pierre Goncalves Lima expulsou Gabriel após ver pelo monitor do VAR lance entre o corintiano e o palmeirense Danilo. Pouco depois, Weverton fez milagre em nova cabeçada de Gil. Sem correr riscos na defesa, o Palmeiras ainda desperdiçou grande chance com Rony, que bateu por cima do gol de Cássio. FICHA TÉCNICA PALMEIRAS 4 x 0 CORINTHIANS Data: 18 de janeiro de 2021, segunda-feira Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP Horário: 19 horas (de Brasília) Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS) Auxiliares: Leirson Peng Martins e Andre da Silva Bitencourt (Ambos RS) VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP) Cartões amarelos: Matias Viña e Danilo (PAL); Gustavo, Xavier e Gil (COR) Cartão vermelho: Gabriel (COR) Gols: PALMEIRAS: Raphael Veiga (33 minutos do 1º Tempo e 2 minutos do 2º Tempo) e Luiz Adriano (44 minutos do 1º Tempo e 20 minutos do 2º Tempo) PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Luan (Emerson Santos), Benjamin Kuscevic e Matias Viña (Gustavo Scarpa); Danilo, Gabriel Menino, Zé Rafael e Raphael Veiga (Pedro Acácio); Willian (Breno Lopes) e Luiz Adriano (Rony) Técnico: Abel Ferreira CORINTHANS: Cássio: Fagner, Jemerson, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Cantillo (Ramiro), Mateus Vital (Léo Natel) e Cazares (Everaldo); Gustavo Mosquito (Xavier) e Jô Técnico: Vagner Mancini
A primeira edição do principal clássico do futebol paulista em 2021 será disputada a partir das 19 horas (de Brasília) desta segunda-feira. No Allianz Parque, Palmeiras e Corinthians entrarão em campo para jogar partida válida ainda pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. No Palmeiras, finalista da Copa do Brasil e da Libertadores, o desgaste físico na temporada marcada pela pandemia de covid-19 é um dos maiores obstáculos. Apesar da maratona, a comissão técnica liderada por Abel Ferreira não abre mão do Campeonato Brasileiro. “Nossa política é que o Palmeiras tem a obrigação de entrar em todos os jogos para ganhar. E nossa obrigação é escolher os (jogadores) que estão em melhores condições”, disse o auxiliar João Martins. “(A maratona) é sinal de que estamos em todas e podem certeza que vamos lutar até o fim por todas”, completou. O zagueiro paraguaio Gustavo Gomez, lesionado, e o lateral direito Marcos Rocha, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, são desfalques certos para o clássico. O meio-campista Patrick de Paula e o atacante Gabriel Veron, com problemas físicos, também devem seguir fora. Por outro lado, o meio-campista Gabriel Menino volta a ficar à disposição de Abel Ferreira após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo contra o Grêmio. O também volante Danilo, vetado por entorse no tornozelo na última rodada, é mais um que deve atuar. Enquanto palmeirenses sonham com títulos, o Corinthians segue focado em sua retomada na temporada, que pode ser premiada ao fim do Brasileirão com uma vaga direta à Libertadores. O Timão sustenta uma invencibilidade de sete partidas, vem também embalado por quatro vitórias consecutivas e aposta no trabalho de Vagner Mancini, principal responsável pela virada da fase alvinegra. "Acho que chegam iguais, porque os dois vivem boa fase. Palmeiras está na final da Copa do Brasil, na final da Libertadores, vem bem na temporada. O Corinthians se recuperou na temporada. É um Derby, rivalidade, e do nosso lado vamos tentar fazer um grande jogo e ser merecedor do que queremos", avisou o técnico, que viverá seu primeiro clássico contra o Verdão. No Allianz, o Corinthians só não terá Otero, que se recupera de covid-19, e Piton, que teve de operar uma hérnia na virilha. Ramiro, que cumpriu suspensão na na última rodada, está à disposição. Talvez, essa seja a única dúvida de Mancini: colocar ou não Ramiro no time depois da equipe golear o Fluminense por 5 a 0. FICHA TÉCNICA PALMEIRAS X CORINTHIANS Data: 18 de janeiro de 2021, segunda-feira Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP Horário: 19 horas (de Brasília) Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS) Auxiliares: Leirson Peng Martins e Andre da Silva Bitencourt (Ambos RS) VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP) PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Luan, Alan Empereur e Matias Viña; Danilo, Gabriel Menino e Zé Rafael (Raphael Veiga); Gustavo Scarpa, Rony e Luiz Adriano Técnico: Abel Ferreira CORINTHANS: Cássio: Fagner, Jemerson, Gil e Fábio Santos; Gabriel e Cantillo (Ramiro); Gustavo Mosquito, Cazares, Mateus Vital; Jô Técnico: Vagner Mancini
O empate contra o Athletico-PR, registrado na tarde deste domingo, garantiu mais uma rodada ao São Paulo na liderança do Campeonato Brasileiro. Na Arena da Baixada, o técnico Fernando Diniz destacou a melhora de sua equipe na etapa complementar e sentiu evolução após as duas derrotas anteriores. Em um primeiro tempo de poucas oportunidades, o Athletico-PR aproveitou falha de Gabriel Sara para construir a jogada do gol de Renato Kayzer. Na etapa complementar, o São Paulo reagiu e chegou ao empate por meio de Tchê Tchê em chute de fora da área. “Concordo com a avaliação de que, no primeiro tempo, a gente jogou abaixo. Mas a partida estava muito travada e pegamos um time difícil de se jogar aqui. No segundo, com as mudanças, a equipe acabou produzindo mais que o Athletico-PR. Estivemos muito mais perto de ganhar do que eles”, avaliou Diniz. Na visão do treinador, embora não tenha conseguido a virada, o São Paulo fez um segundo tempo “digno de quem está na liderança”. Com o empate, o time tricolor voltou a pontuar após derrotas consecutivas diante de Red Bull Bragantino e Santos nas últimas duas rodadas do Campeonato Brasileiro. “Começamos atrás, soubemos empatar e buscamos a vitória até o último minuto. Então, o time mostrou evolução daquilo que vinha fazendo nos outros jogos. É seguir evoluindo para conseguirmos somar os pontos que necessitamos para dar alegria ao torcedor no final do campeonato”, afirmou o treinador. Com 57 pontos ganhos, o São Paulo permanece na liderança do Campeonato Brasileiro. Às 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira, pela 31ª rodada do torneio nacional, o time comandado por Fernando Diniz entra em campo para enfrentar o Internacional, no Estádio do Morumbi.
Com 20 nomes já confirmados, o Taubaté inicia nesta segunda-feira sua pré-temporada de olho na Série A-2 do Campeonato Paulista. O Burro da Central, que promete um time forte pra brigar pelo acesso, estreia na competição no final de fevereiro. O time será comandado pelo técnico Toninho Cecílio, e deve ter o presidente Gilson Rezende atuando na rotina de treinamentos, como uma espécie de gerente de futebol. Serão cerca de 40 dias de treinamentos visando a volta para a primeira divisão após 35 anos. De acordo com o clube, os jogadores já passam alguns dias por processos físicos, auxiliados pelo preparador, para manterem a forma. Os trabalhos presenciais começam nesta segunda. Entre os reforços, nomes experientes. Os mais festejados pela torcida foram o retorno do volante Elivelton, que vai para sua quarta temporada pelo time da região, e do goleiro Fábio, de volta ao clube após três anos na Europa. "A Série A-2 é um campeonato muito difícil, competitivo. O Taubaté está montando um elenco forte, uma mescla de jogadores experientes e jovens. Entramos como um dos candidatos ao acesso. Claro que temos que respeitar nossos adversários, mas sempre com as nossas metas e objetivos", disse o jogador. Também foram anunciados o lateral-direito Rhuan, os zagueiros Oliveira e Doni, o volante Elias Ceará, o meia Esquerdinha, e os atacantes Tadeu, Marcelinho, Erick Salles e Josué. Eles se juntam aos garotos que foram promovidos das categorias de base: o goleiro Giovanni, o lateral-direito João Salles, o zagueiro Hyago, os volantes Buchecha e Ygor, o meia Matheus e os atacantes Rodriguinho, Brenner e Adriano. O Taubaté ainda planeja anunciar mais nove jogadores que irão compor o elenco na disputa da temporada. A estreia está marcada para o dia 28 de fevereiro, fora de casa, diante do Red Bull.  
O São Paulo completou sua terceira partida consecutiva sem vencer no Campeonato Brasileiro na tarde deste domingo. Na Arena da Baixada, o Athletico-PR saiu na frente, mas o time tricolor conseguiu buscar o empate por 1 a 1, resultado suficiente para manter a ponta. Com 57 pontos, o líder São Paulo tem quatro a mais que o Internacional, adversário do Fortaleza a partir das 20h30 horas (de Brasília) deste domingo, no Estádio Beira-Rio. Já o Athletico-PR chega aos 39 pontos e sobe para o 10º lugar da tabela de classificação. Pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Athletico-PR volta a campo para enfrentar o Bahia às 18 horas (de Brasília) desta quarta-feira, no Estádio da Fonte Nova. Às 21h30 do mesmo dia, em um duelo fundamental para suas pretensões, o São Paulo pega o Internacional, no Morumbi. O JOGO. Na etapa inicial da partida disputada na Arena da Baixada, Athletico-PR e São Paulo trocaram muitos passes, mas sem grande objetividade. O time tricolor manteve a posse de bola durante a maior parte do tempo, e as oportunidades de gol foram escassas. Na primeira boa chegada do Athletico-PR, Renato Kayzer recebeu pela direita e cruzou para dentro da área. Bem posicionado, Arboleda cortou antes da conclusão de Carlos Eduardo. Pouco depois, em jogada semelhante, Juanfran cruzou da direita e Pedro Henrique interceptou. Ao aproveitar um vacilo do São Paulo, o Athletico-PR conseguiu inaugurar o marcador aos 38 minutos do primeiro tempo. Após erro de passe de Gabriel Sara, Carlos Eduardo recebeu de Nikão do lado direito e cruzou na medida para Renato Kayzer completar diante de Tiago Volpi. O São Paulo finalmente criou sua primeira oportunidade no começo do segundo tempo. Colocado no lugar de Bruno Alves no intervalo, Vitor Bueno deu bom passe para Brenner nas costas da defesa pela esquerda, mas o jovem atacante foi parado pelo goleiro Santos. O time tricolor cresceu na Arena da Baixada e conseguiu empatar aos 15 minutos da etapa complementar. De fora da área, com a perna esquerda, Tchê Tchê bateu para o gol do Athletico-PR. A bola desviou em Richard e terminou nas redes do goleiro Santos. Com o placar empatado em Curitiba, a partida ficou equilibrada. Os técnicos Paulo Autuori e Fernando Diniz usaram alternativas que tinham nos respectivos banco de reservas, mas Athletico-PR e São Paulo não conseguiram criar chances, e o marcador terminou igualado. FICHA TÉCNICA ATHLETICO-PR 1 x 1 SÃO PAULO Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) Data: 17 de janeiro de 2021, domingo Horário: 16h (de Brasília) Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO) Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO) Cartão amarelo: Paulo Autuori, Fernando Canesin e Carlos Eduardo (APR); Arboleda (SPFC); Gols: ATHLETICO-PR: Renato Kayzer (38 minutos 1º Tempo) SÃO PAULO: Tchê Tchê (15 minutos do 2º Tempo) ATHLETICO-PR: Santos; Jonathan (Khellven), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard, Christian, Fernando Canesin (Walter), Carlos Eduardo (Reinaldo) e Nikão; Renato Kayzer (Vitinho) Técnico: Paulo Autuori SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Igor Vinícius), Arboleda, Bruno Alves (Vitor Bueno) e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Tchê Tchê, Gabriel Sara (Gonzalo Carneiro) e Igor Gomes (Pablo); Brenner Técnico: Fernando Diniz
Cuca colocou em campo o que tinha de melhor neste domingo e levou o Santos à vitória em cima do Botafogo, por 2 a 1, na Vila Belmiro, em duelo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Soteldo, de voleio, abriu o placar logo no início do confronto. Mas, antes do intervalo, Pedro Raul converteu pênalti cometido por Laércio. Na etapa final, o jovem Bruno Marques aproveitou sua estatura e o bom cruzamento de Soteldo para, de cabeça, marcar o gol da vitória do Peixe. O resultado levou o time paulista aos 45 pontos, na 8ª colocação, depois de 29 jogos. A equipe carioca estacionou nos 23 pontos, em 30 jogos, e segue na lanterna da competição. Na próxima quinta, o Santos vai enfrentar o Fortaleza, fora de casa, às 19 horas. O Botafogo vai pegar o Atlético-GO, na quarta, às 17 horas. FICHA TÉCNICA SANTOS 2 X 1 BOTAFOGO Data; 17 de janeiro de 2021 (domingo) Horário: 17h (de Brasília) Local: Vila Belmiro, em Santos (SP) Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS) Assistentes: José Eduardo Bernardi e José Eduardo Calza (RS) VAR: Daniel Nobre Bins (RS) Cartões amarelos: Laercio e Soteldo (SFC); Kevin (BOT) GOLS: Santos: Soteldo, aos 3 minutos do 1T, e Bruno Marques, aos 36 minutos do 2T Botafogo: Pedro Raul, aos 45 minutos do 1T. SANTOS: Vladimir; Pará, Laércio, Alex e Felipe Jonatan; Sandry (Jean Mota) e Diego Pituca; Marinho (Arthur Gomes), Soteldo (Madson) e Lucas Braga (Jobson); Kaio Jorge (Bruno Marques) Técnico: Cuca BOTAFOGO: Diego Loureiro; Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luís; José Welison (Cicero), Caio Alexandre, Bruno Nazário (Lecaros) e Kelvin (Davi Araújo); Matheus Babi e Pedro Raul (Matheus Nascimento) Técnico: Eduardo Barroca