IMÓVEIS

Empreendedor cria solução tecnológica e alavanca 30% os resultados de pequenas e médias construtoras

Com a ferramenta, é possível gerar previsibilidade com base em dados estatísticos para uma tomada de decisão, por exemplo

Da redação
24/06/2022 às 16:57.
Atualizado em 27/06/2022 às 20:18
Solução tecnológica alavanca em 30% os resultados de pequenas e médias construtoras (Divulgação)

Solução tecnológica alavanca em 30% os resultados de pequenas e médias construtoras (Divulgação)

Aos 30 anos, o empreendedor mineiro Rafael Souza é responsável por implementar soluções tecnológicas em construtoras em todo o país.  A automação dos processos da construção integra o canteiro de obras com a gestão do empreendimento e fornecedores. Entre os principais benefícios da ferramenta estão a assertividade da comunicação, a gestão de recursos apropriados ao canteiro, o acompanhamento físico e o controle financeiro.

Concebida em 2020 em Belo Horizonte (MG), a startup Brickup tem o propósito de quebrar barreiras entre produtos e negócios, construindo um conjunto de soluções inteligentes para o mercado da construção civil. Com a implementação dos sistemas, as pequenas e médias tiveram uma grande economia de tempo e recursos, gerando resultados econômicos de 30%.

Para chegar a essa performance, o empreendedor percorreu um longo caminho de estudo de mercado para identificar as dores e os problemas enfrentados pelos empresários do setor. Rafael é formado em engenharia ambiental pela Fumec, na capital mineira. Foram os anos como pesquisador que o inspirou a desenvolver uma tecnologia a favor da indústria da construção civil.

“Durante minhas pesquisas pude ver muitos recursos sendo desperdiçados e isso me chamou atenção. Foi nessa oportunidade que comecei minhas pesquisas para entender um pouco das dores desse mercado. Em 2015 dei início a um MVP (Startup Catter) para resolver alguns problemas ligados à sustentabilidade, mas não consegui levar muito adiante por conta do período de recessão no país”, disse.

Rafael não desistiu depois da primeira tentativa. Com sua experiência no mercado, ele conseguiu empreender respondendo a duas perguntas:  se o produto fazia sentido no mercado e se os empresários estavam dispostos a melhorar os processos. “Essa é a parte mais crítica de qualquer negócio que está começando. Não faz sentido nenhum fazer um produto só porque ele é legal. Ele tem que resolver um problema. E nesse caso é um problema de centenas de bilhões de reais”, disse.

Entre as soluções mais importantes a que merece maior destaque é o controle financeiro integrado. O sistema centraliza tudo relacionado a pagamentos de pessoas, prestadores de serviços, compra de materiais e gestão de contratos, ou seja, em um ou dois cliques, o usuário consegue gerar relatórios e vencimentos de pagamentos de cada obra.

“Todos os nossos clientes contrataram a solução completa. É por isso mesmo que posicionamos nossa plataforma como solução. Para as áreas conversarem tem que ser o ‘pacote completo’. Assim podemos proporcionar a experiência completa aos nossos parceiros. Existem hoje clientes que fazem o controle somente de algumas verticais dentro de uma construtora, porque ainda não chegou o momento de utilizarem a solução completa. Com esforço consultivo conseguimos ajudá-los, identificando o melhor momento para estruturar um novo processo com o uso de nossa solução”, explicou.

Rafael contou que o contato com a base de clientes é ativo e feito semanalmente para garantir a qualidade nas entregas e na adoção da plataforma. “São mais de 500 usuários ativos atualmente. 100% dos nossos clientes apresentam satisfação com os resultados que estão colhendo. Nós tomamos muito cuidado em fazer com que o nosso parceiro sinta-se bem satisfeito e que a solução faça muito sentido para as construtoras”, disse.

ECONOMIA

Com o aumento do custo da construção em 1,21% no último mês, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as empresas começam a se movimentar e a investir em tecnologias para evitar prejuízos. Com a ferramenta, é possível gerar previsibilidade com base em dados estatísticos para uma tomada de decisão, por exemplo.

Se a solução oferecida pela Brickup contribui para evitar retrabalhos e desperdício, ela também está ligada às questões de sustentabilidade e políticas de redução de resíduos produzidos pelas construções. Atualmente, aproximadamente 8% de insumos são desperdiçados através de má gestão. “Para isso temos a tecnologia que serve para mapear e apontar quando eventos de má gestão e uso de recursos acontecem e através desses e mapeamentos é possível tomar ações de correção e garantir a otimização do uso desses recursos é parte da minha missão na criação da Brickup”, finalizou. 

Com o passar dos anos, cada vez mais, a tecnologia ganha espaço em todas áreas do conhecimento, reinventando e tornando mais prática e eficiente diferentes setores do mercado de trabalho. Com o advento das Indústrias 3.0 e 4.0, a tecnologia passa a ser parte fundamental de cada ambiente profissional, e na área da construção civil não seria diferente.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por