Surfe

Sem medalha após decisões polêmicas, Medina agradece torcida e lamenta: 'Não dá para entender'

Caíque ToledoPublicado em 27/07/2021 às 03:04Atualizado há 27/07/2021 às 03:04
O surfista Gabriel Medina (Miriam Jeske /COB)

O surfista Gabriel Medina (Miriam Jeske /COB)

Considerado favorito a conquistar o ouro olímpico, o surfista Gabriel Medina saiu dos jogos de Tóquio-2020 sem medalha. Ao fim das últimas duas provas, em que saiu derrotado após decisões que geraram polêmicas contra a arbitragem, o atleta de São Sebastião agradeu a torcida e lamentou o resultado.

"Dei meu melhor, é foda quando isso acontece, dá uma tristeza, desculpa galera… Valeu pela torcida! Seguimos! Fée em Deus…", escreveu o brasileiro em suas redes sociais. 

Nesta terça-feira, o brasileiro foi batido pelo japonês Kanoa Igarashi, que conseguiu nota 17 contra 16.76. Porém, a eliminatória gerou polêmica devido a nota decisiva recebida pelo adversário, que definiu a eliminação do brasileiro já no final da bateria.

A manobra executada por Igarashi recebeu nota 9.33, o suficente para levar o japonês à liderança e levá-lo a final. Porém, a disparidade na avaliação dos jurados chamou a atenção: o português Valerio Trigo deu nota 7.5 para a manobra, enquanto o neozelandês Kosoof opinou com 9.8. "Tem coisa que não dá para entender", disse o surfista para a TV Globo.

Já na decisão da medalha de bronze, contra o australiano Owen Wright, Medina fez uma bela manobra já no fim da etapa, mas recebeu uma nota 6, abaixo do que precisava para garantir uma medalha. No fim, ficou com 11.77 pontos contra 11.97 do adversário e se despediu da Olimpíada.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: