Copa do Mundo

Fala de Neymar sobre aposentadoria da Seleção Brasileira levanta debate

Marcos Eduardo Carvalho
14/10/2021 às 13:46.
Atualizado em 16/10/2021 às 00:21
Neymar (Lucas Figueiredo/CBF)

Neymar (Lucas Figueiredo/CBF)

Gostem ou não dele, Neymar é hoje o principal jogador brasileiro em atividade, o camisa 10 da Seleção Brasileira, campeão olímpico em 2016 e grande esperança do time do técnico Tite para buscar o hexacampeonato mundial na Copa de 2022, que será disputada daqui a 14 meses, no Catar.

Mas o astro, que tem 29 anos e aos 16 já estava no time profissional do Santos, anunciou no início da última semana que não aguenta mais a pressão e que poderá até mesmo se aposentar da seleção após a Copa.

"Cara, acho que é minha última Copa do Mundo. Eu encaro como a minha última, porque eu não sei se terei mais condições, de cabeça, de aguentar mais futebol”, disse ao canal de streaming Dazn.

Inclusive, o assunto geral mal-estar no Paris Saint Germain, clube atual do atleta, com o qual teve que se explicar.

Atualmente, ele é um dos principais nomes do time francês e voltou a ter a oportunidade de jogar ao lado do grande amigo e companheiro dos tempos de Barcelona, Lionel Messi.

Em termos de idade, caso Neymar cumpra a promessa, vai deixar a equipe canarinho com a mesma idade de Pelé, que também tinha 29 anos em 1970, quando jogou sua última Copa. No ano seguinte, fez seu último jogo pela seleção, de despedida.

Até antes do jogo contra o Uruguai, o atleta disputou 115 jogos, marcou 69 gols e deu 44 assistências em partidas pela Seleção Brasileira.

No auge

Ainda ao canal Dazn, Neymar, que hoje tem 28 anos, disse que vai fazer o possível para estar em forma na Copa do ano que vem.

Ele já disputou duas Copas, em 2014 e 2018, mas nas duas teve problemas físicos.

"Então eu vou fazer de tudo pra chegar muito bem, fazer de tudo pra ganhar com o meu país. Pra realizar meu sonho, o maior [que tenho] desde pequeno. E espero poder conseguir”, disse o jogador.

Neymar começou a ser convocado para a Seleção Brasileira em 2010, com Mano Menezes, depois de ficar de fora da lista de Dunga na Copa da África do Sul.

Depois, em 2014, no Brasil, quando era a grande esperança, teve atuações apagadas e, nas quartas de final, contra a Colômbia, sofreu uma lesão na coluna e ficou de fora da semi, quando o país levou o histórico 7 a 1 da Alemanha.

Já em 2018, ele sofreu uma fratura no dedo do pé, ainda no início do ano e a recuperação aconteceu em cima da Copa da Rússia, quando o Brasil caiu nas quartas de final diante da Bélgica.

Desabafo

Em setembro, após mais um jogo das Eliminatórias, Neymar já tinha demonstrado incômodo com as cobranças sofridas enquanto atua pela seleção.

“Não sei mais o que eu faço com essa camisa para a galera respeitar o Neymar. É normal, isso já vem há muito tempo. Isso vem de vocês, repórteres, comentaristas, e outros também. Às vezes eu nem gosto de falar em entrevistas. São todos os tipos [de desrespeito], deixo para a galera pensar um pouco aí”, disse na oportunidade.

Assim, falta ainda uma grande conquista com a seleção principal, embora tenha participado do título da Copa das Confederações em 2013, quando Brasil venceu a Espanha na final, com Maracanã lotado.

Ele também sonha com o título de melhor jogador do mundo, troféu que nos últimos anos foi muito conquistado por Messi e Cristiano Ronaldo.

Neymar liga ao clube e se explica após declaração sobre aposentadoria

Após dizer que poderá se aposentar da Seleção Brasileira após a Copa do Mundo de 2022, no Catar, Neymar gerou grande repercussão no mundo do futebol. Inclusive no seu clube atual, o Paris Saint Germain, que ficou preocupado com as declarações do craque. Isso porque o camisa 10 da Seleção Brasileira tem contrato com o clube parisiense até 2025, quando estará com 33 anos.

No entanto, Neymar teria tranquilizado os dirigentes do time. Atualmente, o clube é um dos que tem maior investimento no futebol mundial, com astros como Lionel Messi e Mbappé. O principal objetivo do clube francês é conquistar o inédito título da Liga dos Campeões da Europa na temporada 2021/2022. Assim, a pressão dentro do PSG em cima dos jogadores também é grande. E, ainda, por parte da torcida e da imprensa. Neymar chegou ao Paris Saint Germain em 2017, depois de ficar quatro anos no Barcelona da Espanha.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por