Emprego

Comércio sente impacto da pandemia e fecha semestre perdendo 196 empregos

Setor segue com saldo negativo na geração de postos de trabalho

Xandu AlvesPublicado em 30/07/2021 às 00:40Atualizado há 30/07/2021 às 00:40
Entre os quatro principais setores da economia, o comércio é o único que fechou o semestre com saldo negativo de emprego (Tânia Rêgo /Agência Brasil)

Entre os quatro principais setores da economia, o comércio é o único que fechou o semestre com saldo negativo de emprego (Tânia Rêgo /Agência Brasil)

O comércio encerrou o primeiro semestre com 196 empregos perdidos e estoque de 123,6 mil postos de trabalho no Vale do Paraíba, o que faz do setor o segundo maior empregador da região, atrás de serviços e à frente da indústria.

Contudo, o segmento ainda não conseguiu se recuperar da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, que provocou demissões em massa e fechamento de negócios.

Entre os quatro principais setores da economia, o comércio é o único que fechou o semestre com saldo negativo, segundo apontam dados do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia.

Por outro lado, os setores de serviços, indústria e construção impulsionam a retomada do emprego no Vale, que fechou o primeiro semestre deste ano com 10 mil novos empregos formais.

Desse total, o setor de serviços foi o que mais criou novos empregos, com saldo de 3.562 no primeiro semestre. A construção civil gerou 2.476 empregos e a indústria abriu 2.308 novos postos de trabalho.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: