Pandemia

Variante Ômicron chega a quatro continentes e mundo entra em alerta

O governo holandês anunciou neste domingo a confirmação de 13 casos de covid-19 relacionados à Ômicron no país

Das agências
28/11/2021 às 14:59.
Atualizado em 28/11/2021 às 15:03
Variante Ômicron (Divulgação)

Variante Ômicron (Divulgação)

A temida variante Ômicron, da Covid-19, continua a se espalhar pelo mundo. Com novos casos confirmados por Austrália, Dinamarca e Holanda neste domingo, 28, a nova cepa do coronavírus já foi identificada em quatro continentes: Ásia, Europa, Oceania e África (onde o primeiro caso foi detectado). Mais de dez países já confirmaram casos de covid-19 causados pela nova variante - e outros casos suspeitos seguem em análise.

O governo holandês anunciou neste domingo a confirmação de 13 casos de covid-19 relacionados à Ômicron no país. Todos os casos envolvem passageiros de dois voos que partiram da África do Sul e chegaram em Amsterdã na sexta-feira, 26, quando mais de 600 passageiros foram testados e 61 casos positivos de covid-19 foram detectados.

"Não é improvável que mais casos apareçam na Holanda", disse o ministro da Saúde da Holanda, Hugo de Jonge. "Isso pode ser a ponta do iceberg".

Também neste domingo, autoridades de Austrália e Dinamarca confirmaram a identificação de dois casos da Ômicron cada. Nos quatro casos, os infectados foram pessoas que chegaram ao país em voos provenientes do sul da África. Nos casos australianos, os dois passageiros foram testados em Nova Gales do Sul, o Estado mais populoso do país. Ambos estavam assintomáticos e haviam sido vacinados contra a covid-19.

Em um comunicado, o departamento de saúde de Nova Gales do Sul afirmou outros 12 passageiros de voos vindos do sul do continente africanos também terão que cumprir uma quarentena de 14 dias em um hotel, enquanto outros 260 passageiros e tripulantes dos voos receberam a recomendação de manterem um autoisolamento.

O governo holandês anunciou neste domingo a confirmação de 13 casos de covid-19 relacionados à Ômicron no país. Todos os casos envolvem passageiros de dois voos que partiram da África do Sul e chegaram em Amsterdã na sexta-feira, 26, quando mais de 600 passageiros foram testados e 61 casos positivos de covid-19 foram detectados.

"Não é improvável que mais casos apareçam na Holanda", disse o ministro da Saúde da Holanda, Hugo de Jonge. "Isso pode ser a ponta do iceberg".

Também neste domingo, autoridades de Austrália e Dinamarca confirmaram a identificação de dois casos da Ômicron cada. Nos quatro casos, os infectados foram pessoas que chegaram ao país em voos provenientes do sul da África. Nos casos australianos, os dois passageiros foram testados em Nova Gales do Sul, o Estado mais populoso do país. Ambos estavam assintomáticos e haviam sido vacinados contra a covid-19.

Em um comunicado, o departamento de saúde de Nova Gales do Sul afirmou outros 12 passageiros de voos vindos do sul do continente africanos também terão que cumprir uma quarentena de 14 dias em um hotel, enquanto outros 260 passageiros e tripulantes dos voos receberam a recomendação de manterem um autoisolamento.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por