São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
José Luiz
Abril 01, 2020 - 02:00

Mariana, retirada às pressas de Angola

Mariana Boccara, em sua última visita à Taubaté

Mariana Boccara, em sua última visita à Taubaté

Foto: /João Athaide/Divulgação


Quem também está vivendo de perto a pandemia do novo coronavírus no continente europeu é a atriz e jornalista Mariana Boccara, de Taubaté. Aliás, como jornalista, encontrava-se em Angola, na África até a semana retrasada e - segundo Mariana, "por uma questão política, não divulgavam registro da epidemia pois se assumissem casos de covid-19 por lá a produçao de petróleo seria abalada".

Um país onde a economia sobrevive do petróleo, o peço do barril caindo à cada dia, somado a um sistema de saúde completamente pobre. "Embora o pais estar fazendo um trabalho belíssimo de controle nos aeroportos, não conseguiram esconder o jogo por muito mais tempo e no final de semana foi anunciado os primeiros casos" - prossegue Mariana em seu relato que deixou o país antes mesmo dos casos serem anunciados pois pressentia que tudo se tornaria um caos - "fui evacuada pela empresa que trabalho, sai de lá correndo, larguei tudo para trás, eu não sei bem se volto ou quando volto, está tudo incerto, não apenas pra mim mas como para todos". Em Portugal, na cidade do Porto onde tem residência - Mariana tem naquele país consolidada correria como atriz de TV e teatro - acompanha junto do namorado André, que é médico, a vida entre a quarentena e o trabalho de risco no hospital.

Mas suspira aliviada - "por aqui sinto a população bem consciente. Todos em casa, só saindo do isolamento quem realmente precisa trabalhar ou comprar comida e remédio"..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

promessômetro