Mestre Queijeira

José Luiz de Souza | Colunista social

 Mais de 10 mulheres, de diferentes regiões do Brasil, que fazem parte da cadeia do agronegócio foram convidadas pela Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Teresa Cristina, para compartilhar suas experiências no campo em um vídeo que exalta a importância do trabalho do setor durante o mês da Mulher. A ação pode ser assistida pelas redes sociais da própria Ministra. E entre as mulheres está Camila Almeida, de Caçapava – mestre queijeira e proprietária da SilvaniA2 Laticínios Artesanais, com 10 medalhas no 4º Concurso Queijo Brasil, em 2018. Criadora do Projeto Missão Queijeira, onde atua no Brasil, América Latina e África, como consultora e palestrante com ênfase em queijos artesanais agregando valor a produção local.

“Sou uma entre tantas mulheres do agro deste nosso Brasil. Eu nasci no agro. Minha Avó Júlia com seus quase 91 anos é minha inspiração de força e a determinação dela me alimenta. Tenho ciência do meu propósito de vida e busco viver ele. É difícil, tem tropeços, mas é necessário, porque é daí que vêm os aprendizados. Eu sonho com um mundo em que as pessoas tenham comida na mesa. Que tenham empregos e dignidade para criar seus filhos, com simplicidade, mas com muito amor”, fala Camila.

O Agronegócio é um setor importante para a economia sendo responsável por 26,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da ESALQ/USP. A participação feminina tem sido fundamental para os resultados alcançados pelo agro.

Março Azul

O mês de março azul é marcado para alertar e orientar à população sobre a importância de prevenir o câncer colorretal, doença silenciosa por muitas vezes não apresentar sintoma, mas que abrange os tumores que começam no intestino grosso. Por ser o segundo que mata no país atingindo 40 mil pessoas por ano. Hoje, a chance de uma pessoa desenvolver a doença e da ordem de 4,3%. Com o envelhecimento da população, estima-se que o número de mortalidade em virtude da doença aumente até 2025. Dentro desse cenário, acontece às 19 horas de hoje uma Live sobre o assunto com a organizada pelo médico Marcos Martins diretor do Acta Laboratório com a participação dos também médicos Rodrigo Bruno e Lola Godino, especialistas no assunto pelo canal @actalaboratorio no Instagram.

Para Marcos Martins, diretor do Acta Laboratório é muito preocupante, ainda, o fato de que 85% dos casos sejam diagnosticados em fase avançada, quando a chance de cura e menor. Para identificar o câncer colorretal basta realizar um exame de rotina, que avalia a presença de sangue oculto nas fezes. Ele é simples, está indicado para todas as pessoas entre 50 e 75 anos e deve ser feito uma vez no ano.

Macaque in the trees
O proctologista Rodrigo Bruno
Macaque in the trees
A proctologista Lola Godinho

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.