Sob olhares

José Luiz de Souza - Colunista Social |

Quem está de passagem pelo Brasil e recém-chegado de Miami onde se especializou em novas técnica de jazz é o bailarino Walter Monteiro Jr. que em São José dos Campos atua como coreógrafo consultor do Ballet Ana Araújo desde 2017. Walter também foi integrante do premiado Grupo Raça, em São Paulo, onde atuou com a coreógrafa de jazz Roseli Rodrigues, nos espetáculos “Cartas Brasileiras”, “Novos Ventos” entre outros. Também desenvolveu cursos em Paris e, em 2016, integrou a grade de estagiários da Anacã Cia de Dança, dirigida por Edy Wilson de Rossi onde se apresentou nos espetáculos “Eternos” e “Renascimento”, época em que participou das aber turas de grandes festivais no Brasil. E Walter, antes de retornar para Miami, onde atua no “Miami International Ballet Competition” da Flórida – Estados Unidos, deverá realizar por aqui, em data a ser confirmada, uma aula online, ainda no mês de julho – workshop que poderá ser presencial se os protocolos de saúde permitirem.

Macaque in the trees
Quarentena. A modelo Hanna Kassyana, de São José dos Campos, voltou da Itália no início da pandemia da Covid-19

Quarentena em Sampa

Início de 2020. Ainda em Milão, só deu tempo para retornar às pressas para o Brasil, fugindo da Itália, então o epicentro da pandemia mundial do novo coronavírus, e refugiando-se em São Paulo. Era hora da modelo Hanna Kassyana, de São José dos Campos, ficar dentro de casa, ao lado do namorado, interrompendo um ano que prometia novas conquistas. Ela é representada em Shangai-CHI, pela agência Kat Model; em Milão-ITA, pela agência 2M Model; e, no Brasil, pela Elle Model. Em 2019, o que não faltou foram importantes trabalhos em 2019. Hanna desfilou para a grife francesa Jean Paul Galtier, para as italianas Francesca Liberatore, Giada ou Brunello Cucinelli. Seu último trabalho, antes da quarentena, foi encarar as passarelas da Milano Fashion Week. Em agosto, iria à China, onde voltaria a desfilar no Fashion Week Shangai. Mas, no momento, só resta esperar...

Macaque in the trees
Social

Macaque in the trees
Social

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.