Viver

Dialogando prossegue segunda-feira com representantes de tradição caipira

Da RedaçãoPublicado em 19/07/2021 às 09:59Atualizado há 22/07/2021 às 12:03
Dialogando prossegue segunda-feira com representantes de tradição caipira (Divulgação)

Dialogando prossegue segunda-feira com representantes de tradição caipira (Divulgação)

Músicos de mão cheia e carregados de tradições da vida caipira, Oliveira Fontes e o filho, Edson Fontes, da cidade de Tanabi (SP), serão os protagonistas do terceiro encontro virtual do projeto Dialogando com o Folclore 2021, na próxima segunda-feira (19), a partir das 19h30, com transmissão pelo Google Meet. Para participar deste bate-papo é só fazer a inscrição pelo link: bit.ly/DialogandocomFolclore-2021.

O tema do projeto, este ano, destaca a ‘Transmissão de Saberes – Pontes entre tradição e atualidade’. Segundo a pesquisadora do Museu do Folclore, Tiane Tessaroto, “a cultura caipira possui uma linguagem própria tanto no dialeto quanto na culinária, nos costumes, nas festas e na música, onde há uma variedade de ritmos e danças”.

“A viola acaba entrando como um elemento de ligação muito importante entre as tradições caipiras e as formas como essas referências se expressam nos contextos sociais. O interesse por esse instrumento tem aproximado gerações e servido de ponte de transmissão dos saberes associados à cultura caipira”, ressalta Tiane.

Perfis

Oliveira aprendeu muito com seus antepassados, segundo conta. Em Guarulhos, cidade onde passou a viver, criou vários grupos de diferentes manifestações populares: Os Favoritos da Catira, Os Mensageiros dos Santos Reis, a Orquestra de Violeiros Coração da Viola e a Associação Guarulhense de Artistas Sertanejos.

Seguindo os passos do pai desde pequeno, Edson tomou um rumo muito parecido na vida. Além de também ser integrante do grupo Os Favoritos da Catira, conquistou seu espaço como músico na banda Matuto Moderno. Tem seu trabalho dedicado à preservação da cultura tradicional e sua relação com contemporâneo.

Para este encontro, o Museu do Folclore convidou o professor Luiz Antônio Guerra, doutorando em Sociologia pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), onde desenvolve pesquisa sobre viola e cultura caipira. É membro do Núcleo de Sociologia da Cultura (USP) e colaborador do Museu do Folclore de São José dos Campos.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: