Carla Diaz usa rede social para dizer que está solteira e não namora Arthur fora do 'BBB 21'

Agência O Globo | @jornalovale

Era um desejo dos fãs dos dois. Depois deixou de ser. Depois voltou a ser. Aí começaram os boatos de que, enfim, sós, a atriz Carla Diaz e o crossfiteiro Arthur reataram o namoro que começou dentro da casa do "Big Brother Brasil 21". Aquele mesmo relacionamento que às vezes engrenava e depois desandava. Aquele que teve pedido dela de joelhos para virar namoro. Aquele que foi taxado por muitos de abusivo por algumas atitudes dele com ela.

Apesar de ter sido vista no condomínio onde mora o crosfiteiro, conforme noticiou a coluna Retratos da Vida, do Extra, Carla usou suas redes sociais nesta quinta-feira para despistar sobre a possibilidade de a relação ter vingado fora da casa. "Eu sempre fui muito discreta sobre a minha vida afetiva. Logo, esse é um assunto que não irei mais retomar. Mas venho aqui em respeito aos meus fãs porque não acho justo criarem uma expectativa falsa em vocês", disse ela, em seu Twitter.

Segundo a atriz, os dois chegaram a conversar depois do fim do reality show sobre o assunto, mas acharam melhor cada um seguir o seu rumo: "Conversamos, sim, logo depois que saímos do programa. E concordamos que aqui fora a vida é outra. Ou seja, não estamos juntos.Eu estou solteira. Estou totalmente focada no trabalho e realizada como nunca estive, com diversos projetos incríveis...".

Um desses projetos é o filme "A menina que matou os pais", previsto para estrear agora no segundo semestre. O longa de Maurício Eça conta a história de Suzane von Richthofen, que matou os pais em outubro de 2002. Carla é a protagonista.

Também via Twitter, Arthur negou uma possível reaproximação: "Conversamos e resolvemos não ficar juntos após o programa. Sou imensamente grato por todo esse carinho e amor que vocês têm por nós".

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.