Viver

Museu do Folclore lança e-book para se aproximar do cotidiano das escolas

Da RedaçãoPublicado em 21/05/2021 às 00:12Atualizado há 01/07/2021 às 00:48
Museu do Folclore (FCCR/DIvulgação )

Museu do Folclore (FCCR/DIvulgação )

O Museu do Folclore de São José dos Campos lança, neste sábado (22), às 16h30, pelo Facebook, um e-book intitulado ‘Além da Mula sem Cabeça’, que visa servir como instrumento de apoio e reflexão para educadores, professores, pais e alunos, na percepção sobre folclore, cultura popular e sua própria cultura. O lançamento encerra a participação do Museu do Folclore na 19ª Semana Nacional de Museus, iniciada no último dia 17.

“A intenção é que a publicação aproxime o Museu do Folclore do cotidiano das escolas e das próprias famílias, principalmente no momento atual de enfrentamento da covid-19, com muitas escolas funcionando em sistema híbrido. Assim, esse material poderá ser um suporte aos interessados”, enfatiza a gestora Francine Maia, que será a mediadora do encontro.

O e-book foi elaborado pelas profissionais Maria Angélica Perez Bellucci, Renata Sparapan e Tiane Tessaroto, que atuam nos setores educativo e de pesquisa do Museu do Folclore. Além delas, o lançamento também contará com a presença do professor de Arte da Prefeitura de São José, Luís Alberto de Souza. A obra estará à disposição no site do museu (www.museudofolclore.org) a partir de sábado.

Com 47 páginas em formato horizontal, o e-book está dividido em três capítulos com os seguintes títulos: O que é folclore? O Museu do Folclore no cotidiano da escola e O Folclore nas vivências do dia-a-dia. A obra também traz uma introdução, sugestões de leitura, referências bibliográficas e dicas de site, além de permitir o download.

Diálogo

“Queremos aproximar o educador do conceito de folclore como um campo de estudos e, também, da sabedoria que cada ser humano carrega em suas vivências. A limitação do entendimento do termo folclore, apenas como sinônimo de mitos e lendas, não permite explorar a potencialidade que toda a comunidade escolar carrega em suas formas de ver e se expressar no mundo”, afirma Renata Sparapan, pesquisadora e produtora.

A educadora Maria Angélica destaca que público escolar é o visitante mais frequente recebido nas dependências do museu. “Com o e-book criamos a possibilidade de incluir o folclore no dia-a-dia da escola, facilitando o diálogo do educador com seus alunos e contribuindo para que todos possam compreender melhor quem são e o valor da sua própria cultura”.

Tiane Tessaroto, pesquisadora, lembra que o e-book foi criado para manter o diálogo do museu com a escola de uma forma não presencial. “A obra se propõe a incentivar o educador a perceber a diversidade de conteúdos que podem surgir quando conhecemos a realidade cultural de cada aluno e refletimos sobre o que é esse folclore presente em cada pessoa”.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: