Pratos internacionais e suas variedades

Kadu Giacomini |

Não é preciso ir muito longe para provar da culinária internacional – apetitosos pratos de todo o mundo ultrapassaram fronteiras e hoje podem estar à sua mesa. Mas será que você sabe a origem de alguns destes pratos?

Caesar Salad

Conta-se que durante a lei seca nos Estados Unidos os restaurantes e bares tiveram que se reinventar para manter a clientela e conseguir deixar as portas dos estabelecimentos abertos. Em 1924, o restaurante de Caesar Cardini estava com o estoque de alimentos quase vazio. Ele, então, improvisou uma salada na frente dos clientes, feita com salada, frango, pão e queijo. Nascia a famosa Caesar Salad.

Batata frita

As primeiras citações de um prato de batatas fritas começam em 1680, na Bélgica. Os habitantes pobres do país costumavam comer peixe frito pescado na hora. Porém, durante o inverno, quando o rio congelava, eles fritavam batatas cortadas longitudinalmente pois assim pareciam os pequenos peixes que eles comiam. Porém, o prato é originalmente conhecido como French Fries. Isso porque existe um livro francês publicado em 1755 com diversas receitas diferentes de batatas fritas. A discussão sobre quem inventou, Bélgica ou França, continua até hoje.

Feijoada

A criação da feijoada como comemos hoje, ou seja, acompanhada de laranja, farofa, arroz, couve e torresmos, tem origem no restaurante carioca G.Lobo, que ficava no centro do Rio de Janeiro - foi fundado no final do século 19, mas fechou as portas em 1905.

Pavlova

A sobremesa de merengue e frutas frescas foi inventada em homenagem a Anna Matveyevna Pavlova, uma famosa bailarina que em 1926 estava fazendo uma turnê em diversos países como França, Suíça, Grã-Betanha, Nova Zelândia e Austrália. A origem do doce, no entanto, é nebulosa. Austrália e Nova Zelândia brigam até hoje para se apropriar da criação.

Torta Holandesa

É surpreendente, mas de holandesa a torta não tem nada. Ela é uma criação brasileira. A receita foi criada em Campinas, no inícios dos anos 90, por Sílvia Leite. Ela criou uma torta cremosa feita com bolachas e nomeou de Torta Holandesa em homenagem aos bons momentos que ela passou na Europa.

Bife à Wellington

O prato é feito com filé revestido de patê, envolto em massa folhada e assado. Trata-se de uma homenagem à vitória do general britânico Arthur Wellesley (conhecido como o Duque de Wellington) sobre as tropas de Napoleão, na Batalha de Waterloo. Dizem que o prato é uma referência à paixão de Wellington por carne.

Estrogonofe

Conta-se que o diplomata Pavel Stroganoff, um dos membros da aristocracia russa do final do século XIX, organizou um concurso culinário entre os chefs das principais famílias de São Petesburgo. O vencedor foi o seu cozinheiro, que homenageou o patrão com um prato chamado Carne à Stroganoff. A receita ganhou tamanha repercussão que acabou publicada na revista L’Art Culinaire, a única da época especializada em gastronomia.

Pizza Marguerita

A pizza Marguerita surgiu por volta de 1820, em Nápoles, pelas mãos do pizzaiolo Raffaele Esposito. Ele criou uma pizza em homenagem à rainha Margherita que estava visitando a cidade. Nascia a pizza feita com muçarela, tomate e manjericão, representando as cores das bandeiras da Itália.

Bolo Floresta Negra

O bolo Floresta Negra foi criado em homenagem à Floresta Negra, que fica em Baden-Württemberg, no sudoeste da Alemanha. Vale dizer que esta floresta deu origem a muitos contos de fadas famosos que conhecemos até hoje, caso de ‘Branca de Neve’, ‘Cinderela’, ‘Bela Adormecida’ e ‘Chapeuzinho Vermelho’.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.