Gastronomia na semana da Páscoa

Kadu Giacomini |

A semana da Páscoa é sempre muito especial nos quatro cantos do mundo, principalmente para os cristãos, tendo como destaque as celebrações de Sexta-feira Santa e o tradicional Domingo de Páscoa. As datas comemorativas inspiram e influenciam muito na gastronomia devido às tradições que foram criadas ao longo dos anos, como ovos de Páscoa e o rito de comer carne branca na sexta-feira, e em algumas religiões, de sexta até domingo.

Algumas das tradições do período relembram a Santa Ceia, momento registrado por grandes artistas como Leonardo Da Vinci, onde os principais alimentos servidos são o pão e o vinho. A origem da tradição não é exata, mas um grande número de estudiosos explica que a tradição do vinho na ceia da Páscoa se deve sim a essa passagem bíblica.

As harmonizações entre vinho e comida sempre são assuntos muito comentados, principalmente em datas de celebração, mas no meu ponto de vista esse é um assunto não pra ser comentado e sim experimentado. E é também um tema onde se fala muita bobagem, principalmente na internet, pois as possibilidades são infinitas, os pratos também infinitos e os vinhos de uma variedade também infinita. E o mais importante de tudo os paladares são muito pessoais, mas enfim, a pergunta em questão é: Peixe com vinho branco e carne com vinho tinto? E porque digo ‘carne’, porque mesmo no período da páscoa muitas pessoas não abre mão desse alimento e também do vinho tinto, certo?

Então vamos lá, ‘Peixe com vinho branco e carne com vinho tinto?’, SIM se você harmonizar assim vai acertar mais do que errar, mas o oposto também pode funcionar, um exemplo seria pra quem gosta do vinho tinto e não abre mão dele, mas quer comer peixe nesse dia, é possível sim, primeiro cada um pode beber e comer o que tiver vontade, mas se você quiser fazer uma harmonização com um pouco mais de ciência e técnica a sugestão é: na hora de escolher o peixe, escolher algum tipo de peixe que seja mais adequado ao tinto. Exemplo: Salmão, atum, anchova, peixes de carne um pouco mais escura como a enguia, no Brasil não é muito comum, mas ela é muito consumida na Europa. E não só na escolha do peixe, mas também na receita, ou seja, os ingredientes envolvidos.

Um bacalhau feito à moda oriental, tailandesa, agridoce com frutas, com manga, com tamarindo etc., eu recomento um vinho branco, pois o tinto complicaria um pouco, mas se o bacalhau for feito com uma receita mediterrânea com tomates, azeitonas, alcaparras, isso certamente ajuda a harmonizar com o vinho tinto. E isso vale pra qualquer peixe como o atum por exemplo.

O mesmo acontece com vinho branco e carne vermelha, também é possível. Se você não abre mão do seu churrasco mesmo no dia de páscoa, você pode se quiser comer sua picanha com um bom espumante branco ou um vinho branco Chardonnay, mas se quiser harmonizar um pouco melhor a sugestão é optar por uma carne mais branca, como uma vitela que é uma carne mais branquinha ou um cordeiro rosado.

Fica a dica :

Lembrando também que no vinho tinto e no chocolate amargo que são muito consumidos no período de páscoa contém flavonoides – Que são bioativos conhecidos por suas propriedades anti-inflamatórias e anticancerígenas, além dos benefícios antioxidantes.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.