Museu do Folclore realiza Ciclo de Natal virtual e abre presépio no sábado

O Ciclo de Natal no Museu do Folclore de São José dos Campos será realizado de maneira virtual este ano, assim como já aconteceu com outras atividades, em razão da pandemia do novo coronavírus. A abertura do presépio, que dá início ao ciclo, está marcada para o este próximo sábado (12), às 16h, com transmissão pelo Facebook do museu.

Apesar da atividade ser virtual, o presépio do museu foi montado na área externa do prédio, como é feito todo ano. Desta vez, a responsável pela montagem foi a mineira Ana Rosa dos Santos. A diferença é que o público não poderá adentrar o espaço onde está o presépio, tendo que apreciar o trabalho pelas janelas que ficarão abertas.

Além da abertura do presépio, o encontro terá uma bate-papo entre a dona Ana Rosa e a folclorista Angela Savastano, do Museu do Folclore. As Folias de Reis, que tradicionalmente visitam o presépio nos dois momentos do ciclo, também estarão presentes em vídeo que será exibido durante a live.

Felicidade

O presépio, este ano, foi montado pela mineira de Sapucaí Mirim, Ana Rosa dos Santos, de 73 anos, moradora de São José dos Campos há pouco tempo. Ela veio de Cachoeira Paulista, onde morava anteriormente. Essa é a primeira vez que Ana Rosa participa da montagem do presépio do museu. “Eu sempre tive vontade de montar o presépio do museu e estou muito feliz pela oportunidade”, afirma ela.

Ana Rosa é casada e tem três filhos já adultos, que não moram mais com ela, mas que quando eram pequenos sempre a ajudaram montar o presépio da sua casa. Ela lembra que, na sua família, sempre foi uma tradição montar presépio. Quando era criança, Ana Rosa e seus cinco irmãos faziam figuras de barro para ajudar sua mãe na montagem.

Ana Rosa tem cinco netos, com idade entre 12 e 29 anos, e conta que quando eram pequenos também ajudavam na montagem do presépio da casa da vó. Uma tradição que ela, por ser católica, espera que perdure ao longo dos anos, quem sabe, entre os seus bisnetos.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.