Logo Jornal OVALE

Pais encontram meios para facilitar o acesso à literatura infantil

Thais Perez @_thaisperez | @_thaisperez

Não é segredo que incrementar a rotina de leitura das crianças com livros que não fazem parte só do âmbito escolar é o caminho para uma boa educação.

Contudo, escolher livros de qualidade para as crianças pode ser uma tarefa árdua para pais em uma rotina pesada de trabalho.

O ator Otávio de Souza tem dois filhos pequenos e, apesar de trabalhar com contação de histórias, admite que é difícil selecionar um conteúdo de qualidade para suas crianças.

"Hoje, meu filho passa mais tempo no YouTube do que eu e tem acesso a muitas propagandas, por exemplo. É difícil fazer essa curadoria com tanto conteúdo livre no ar", afirma Souza.

Para não perder os filhos para a internet e suas maravilhas, escritores e amantes da literatura infantil encontram maneiras de facilitar o acesso à obras de qualidade.

O Clube Quindim é uma dessas soluções. A partir de valores mensais, pais podem receber em suas casas livros infantis selecionados por escritores como Ziraldo e Walcyr Carrasco.

"O Quindim propõe fazer a seleção para aproximar pais e filhos não como uma obrigação, mas como algo prazeroso", disse Renata Nakano, diretora do projeto.

Além de outros clubes de assinatura pagos, o projeto "Leia Para Uma Criança", do banco Itaú, disponibiliza uma seleção de livros infantis gratuitamente que são enviados por correio ou podem ser lidos por meio de um aplicativo de celular.

NO CELULAR.

Rodrigo Vieira teve abusar de dua criatividade quando sua filha pediu para que ele contasse uma nova historinha. Com todos os livros da estante já lidos, ele inventou uma nova história para que a filha pudesse cair no sono.

Como a ideia deu certo, ele e sua esposa Vivian criaram perfil no Instagram chamado "Historinhas pra contar" para compartilhar histórias inéditas para outros pais. "O objetivo era resolver nosso problema e acabamos ajudando muitos pais e mães na mesma situação. ", contou Vieira..