+ Design

Construção do novo telescópio é um marco no setor aeroespacial mundial

Publicado em 30/06/2021 às 00:00Atualizado há 24/07/2021 às 01:04

ESPACIAL. Para Laerte Sodré Junior, coordenador do Projeto GMT no Brasil, a construção do telescópio é um sinal positivo para o futuro da astronomia brasileira.

"O GMT será um dos primeiros da nova geração de telescópios gigantes a entrar em operação. Ele vai abrir uma nova janela para o cosmos e permitirá à comunidade brasileira explorar, em primeira mão, territórios hoje inacessíveis, como as atmosferas de planetas em torno de outras estrelas", destacou.

"Teremos capacidades únicas para estudar planetas em alta resolução, o que é a chave para descobrir se um planeta tem composição rochosa, como a nossa Terra, se contém água líquida e se a sua atmosfera tem uma alta combinação de moléculas que sugerem a presença de vida", afirmou Rebecca Bernstein, cientista-chefe do GMT..

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: