Sessão Extra: Câmara e IPMT terão alta no orçamento de 2022, e Unitau terá queda

Números foram apresentados nessa quarta-feira, em audiência no Legislativo sobre o projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias)

Orçamento 2022
A Câmara e o IPMT (Instituto de Previdência do Município de Taubaté) devem ter orçamento maior em 2022, e a Unitau (Universidade de Taubaté) deve ter queda na receita. Os números foram apresentados nessa quarta-feira (9), em audiência no Legislativo sobre o projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias).
Câmara
A Câmara, que teve orçamento fixado em R$ 35,17 milhões esse ano, deve receber R$ 37 milhões da Prefeitura no ano que vem.
Previdência
O IPMT, responsável pela previdência dos servidores municipais, prevê receitas e despesas de R$ 215 milhões no ano que vem, ante os R$ 198 milhões fixados para 2021.
Unitau
A Unitau prevê R$ 159,9 milhões de receitas para 2022, valor inferior ao estimado para 2021, de R$ 170,5 milhões. Da mesma forma, a autarquia de ensino reduziu a estimativa de despesas, de R$ 162,6 milhões em 2021 para R$ 151 milhões em 2022.
Fust
Das fundações universitárias, a Fust (Fundação Universitária de Taubaté) estima receita de R$ 1,756 milhão, dos quais R$ 1,684 milhão advêm de transferência da Unitau.
Funcabes
A Funcabes (Fundação Caixa Beneficente dos Servidores da Unitau) deverá ter uma receita de 53,2 milhões, sendo R$ 6,2 milhões em transferências da universidade.
Fapeti
A Fapeti (Fundação de Apoio à Pesquisa, Tecnologia e Inovação) prevê receita de R$ 5,8 milhões para 2021, sendo R$ 100 mil de transferência da Unitau.
Funac
A Funac (Fundação de Artes, Cultura, Educação, Turismo e Comunicação), que também receberá R$ 100 mil da Unitau, deve ter receita superior a R$ 32 milhões.
Prefeitura
A apresentação dos dados referentes às secretarias municipais será feita nessa quinta-feira (10), em duas audiências públicas – uma às 9h e outra às 14h.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.