Sessão Extra: PT e PSDB ficarão neutros no segundo turno; PSC vai apoiar Saud

Neutralidade

O PT e o PSDB anunciaram que não irão apoiar nenhum candidato no segundo turno da eleição para a Prefeitura de Taubaté – os postulantes são José Saud (MDB) e Loreny (Cidadania).

Sem apoio

“Não vamos apoiar oficialmente nenhum candidato e toda a militância está livre para votar em quem achar melhor”, disse o prefeito Ortiz Junior, que é presidente do PSDB em Taubaté. No primeiro turno, a legenda concorreu com Eduardo Cursino.

Nota do PT 1

Já o PT, que concorreu com Salvador Khuriyeh no primeiro turno, emitiu uma nota em que afirma que “as duas candidaturas levadas ao segundo turno não apresentam programas que representam os interesses dos trabalhadores, das trabalhadoras e do povo que mais necessita de serviços públicos com qualidade, defendem o enfraquecimento do papel do Estado e que retira direitos do povo trabalhador, com terceirizações e precarizações de serviços públicos”.

Nota do PT 2

A nota diz ainda que “ambos os projetos não buscam a defesa dos mais pobres, não apresentam propostas objetivas e de redução das desigualdades, de combate aos preconceitos, não constroem uma educação com valores cidadãos, tampouco combatem a violência de gênero, o racismo e a homofobia. Não representam as necessidades reais do povo e por consequência não representam o Partido dos Trabalhadores”.

Nota do PT 3

O PT conclui que, diante desse cenário, “decidiu não fazer a indicação formal de apoio a nenhuma das candidaturas postulantes à Prefeitura de nossa cidade, liberando a nossa militância para o voto de acordo com a consciência e a opção individual de cada filiada ou filiado. Declaramos que seguiremos no campo da oposição propositiva, ajudando a fiscalizar as atuações dos eleitos e lutando pelos direitos dos que mais precisam”.

Apoio a Saud

O PSC, que concorreu com Chico Oiring no primeiro turno, definiu apoio a Saud no segundo turno. A formalização deve ser feita nessa terça-feira (24).

Nota do PSOL 1

O PSOL, que já havia antecipado que não apoiaria nenhum candidato no segundo turno, emitiu nessa segunda-feira (23) uma nota para confirmar a neutralidade.

Nota do PSOL 2

A nota diz que “as ideias programáticas que o PSOL defende não estão representadas por nenhum dos candidatos”, e que, “em um contexto como esse, a eleição se torna muito mais uma questão de veto do que de voto”.

Nota do PSOL 3

“Entendemos que o candidato do MDB é um representante direto das oligarquias taubateanas, que há vários mandatos domina a Prefeitura. Seu partido, além do papel nefasto cumprido na presidência com o governo Temer, hoje é uma das bases de sustentação do governo Bolsonaro no Congresso, e não à toa, as forças de extrema direita hoje o apoiam, demonstrando uma perigosa aproximação da sua candidatura às milícias digitais perigosas da política. Assim, recomendamos que os filiados do PSOL não depositem nenhum voto nesta candidatura no segundo turno das eleições municipais, não sendo cabível qualquer apoio político”, diz a nota, sobre Saud.

Nota do PSOL 4

“Nesse cenário, sabemos que a candidata do Cidadania mostra preocupação com temas como o direito das mulheres e LGBTs, tinha a prática de dialogar com movimentos sociais, enquanto vereadora, contudo é preciso afirmar que, ligações estabelecidas com grupos como RenovaBR, e por suas propostas privatizantes da saúde, da educação e da cultura não acreditamos que terá condições de promover mudanças estruturais na distribuição de recursos da cidade. A candidata se mantém muito mais comprometida com um discurso de mudança apenas de gestão, e não de orientação política, sem deixar claro o compromisso com o enfrentamento aos interesses dos setores que comandam a lógica econômica da cidade. Não vemos espaço no seu programa para as principais pautas que foram levantadas na campanha do PSOL para Taubaté, e que para nós são fundamentais para construir uma Prefeitura que governe para a maioria da população, de forma participativa, popular e democrática”, diz a nota, sobre Loreny.

Nota do PSOL 5

“A partir de todas essas considerações, o PSOL de Taubaté toma por decisão não apoiar nenhuma candidatura neste 2º turno. O partido também orienta seus filiados e simpatizantes a tomarem, de maneira livre e consciente, a decisão do seu voto com base nos princípios dessa resolução”, conclui o comunicado.

Outros partidos

Anteriormente, o PCdoB, que concorreu no primeiro turno com Fernando Borges, já havia anunciado que não apoiará nenhum candidato. Já PRTB (Capitão Souza) e PTC (Dodô) ficarão do lado de Saud.

Indefinição

Dos partidos que tiveram candidatos no primeiro turno, apenas o Podemos (Fabiano Vanone) não se posicionou até agora sobre o segundo turno.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.