Justiça agenda para junho audiência em processo em que Jessé é réu por ‘rachadinha’

Nesse processo, de improbidade administrativa, vereador de Taubaté é acusado de cobrar parte do salário de servidores por 'promoções'; parlamentar, que nega acusação, também é réu na esfera criminal pela mesma denúncia

A Justiça de Taubaté agendou para o dia 16 de junho a audiência de instrução e julgamento do processo em que o vereador Jessé Silva (PL) é réu por improbidade administrativa, por um suposto esquema de ‘rachadinha’.
A audiência será por videoconferência, a partir das 16h. Nela serão ouvidas as testemunhas citadas pelo parlamentar e pelo Ministério Público, que é o autor da ação.
Ao fim da audiência, o juiz da Vara da Fazenda Pública poderá ou proferir imediatamente a sentença ou aguardar um prazo de até 30 dias para isso.
RACHADINHA.
Segundo o MP, dois servidores de carreira da Câmara confirmaram à Promotoria, em depoimento, que o vereador ofereceu a eles uma espécie de promoção, em troca de parte do acréscimo salarial. Essas conversas teriam ocorrido entre junho de 2018 e janeiro de 2019. No início de 2019, Jessé acabou renunciando ao cargo de 1º vice-presidente da Câmara.
Esse processo, na esfera cível, tramita em segredo de justiça. Se condenado, o vereador pode ser punido com perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por até cinco anos e pagamento de multa de R$ 800 mil.
Pelo mesmo caso, Jessé é réu desde dezembro de 2019 pelo crime de concussão (quando um agente público exige, em razão de sua função, uma vantagem indevida). Na esfera criminal, a pena pode chegar a 16 anos de reclusão e multa. O vereador nega que tenha cometido qualquer irregularidade.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.