Felicio lidera entre homens, mulheres e todas as faixas etárias, diz pesquisa OVALE/TV Band Vale

Com grande margem de sobre os demais candidatos ao Paço Municipal na pesquisa estimulada, atual prefeito lidera em todos os segmentos do eleitorado segundo levantamento OVALE/Band Vale/Paraná Pesquisas

A liderança do prefeito Felicio Ramuth (PSDB) no levantamento OVALE/Band Vale/Paraná Pesquisas, com grande margem sobre os demais candidatos ao Paço Municipal, foi verificada em todos os segmentos do eleitorado.

O tucano lidera entre homens e mulheres, entre todas as faixas de idade e também entre os diferentes níveis de escolaridade. Mesmo assim, é possível notar algumas diferenças na intenção de voto entre os segmentos do eleitorado.

Felicio, por exemplo, foi melhor entre homens (50,1%) do que entre mulheres (44,9%). Pela faixa etária, alcançou melhor resultado entre eleitores de 60 anos ou mais (55%), e pior entre aqueles de 16 a 24 anos (35,6%). Pela escolaridade, teve 51% entre os eleitores com ensino superior e 39,9% entre aqueles com ensino fundamental.

Essa é a primeira pesquisa realizada em São José desde que as candidaturas foram registradas na Justiça Eleitoral. No cenário estimulado, Felicio aparece com 47,4% das intenções de voto, mais do que a soma dos resultados dos outros dez postulantes ao Paço. Confira.

LEIA MAIS: Felicio tem 47,4%, Balieiro 7,8%, Renata 7,6%, Nikoluk 5,8% e Cury 3,8%, diz pesquisa OVALE/Band

CANDIDATOS.

Já Wagner Balieiro (PT) foi melhor entre mulheres (8,1%) do que entre homens (7,4%). Pela faixa etária, alcançou melhor resultado entre eleitores de 16 a 24 anos (11,5%), e pior entre aqueles de 45 a 59 anos (6,6%). Pela escolaridade, teve 10,2% entre os eleitores com ensino superior e 5,8% entre aqueles com ensino fundamental.

Renata Paiva (PSD) foi melhor entre mulheres (9,7%) do que entre homens (5,3%). Pela faixa etária, alcançou melhor resultado entre eleitores de 35 a 55 anos (8,8%), e pior entre aqueles de 25 a 34 anos (6,9%). Pela escolaridade, teve 11% entre os eleitores com ensino fundamental e 3,9% entre aqueles com ensino superior.

Coronel Eliane Nikoluk (PL) foi melhor entre mulheres (6,3%) do que entre homens (5,3%). Pela faixa etária, alcançou melhor resultado entre eleitores de 60 anos ou mais (6,7%), e pior entre aqueles de 25 a 34 anos (4,2%). Pela escolaridade, teve 6,7% entre os eleitores com ensino médio e 3,9% entre aqueles com ensino superior.

Dr. Cury (PSB) foi melhor entre homens (3,8%) do que entre mulheres (3,7%). Pela faixa etária, alcançou melhor resultado entre eleitores de 35 a 44 anos (4,4%), e pior entre aqueles de 25 a 34 anos (2,8%). Pela escolaridade, teve 5,8% entre os eleitores com ensino fundamental e 1% entre aqueles com ensino superior.

Marina Sassi (PSOL) alcançou seus melhores resultados entre homens (3,5%), eleitores de 25 a 34 anos (5,6%) e com ensino superior (4,4%). Professor Agliberto (Novo) foi melhor entre homens (3,2%), eleitores de 45 a 59 anos (3,3%) e com ensino superior (5,3%). Anderson Senna (PSL) teve resultado igual entre homens e mulheres (1,8%), e foi melhor entre eleitores de 45 a 59 anos (3,3%) e com ensino fundamental (2,9%).

João Bosco (PCdoB) foi melhor entre homens (1,5%), eleitores de 35 a 44 anos (1,9%) e com ensino médio (2,1%). Luiz Carlos (PTC) alcançou melhores resultados entre mulheres (1%), eleitores de 25 a 34 anos (1,4%) e com ensino superior (1%). Já Raquel de Paula (PSTU) foi melhor entre mulheres (1,3%), eleitores de 16 a 24 anos (3,4%) e com ensino superior (1%).

PESQUISA.

Foram ouvidos 720 eleitores entre os dias 12 e 14 de outubro. Devido às regras de isolamento social, as entrevistas foram feitas por telefone. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o n º SP 02999 2020.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.