Com testes, S. Paulo projeta aumento no índice de casos

Estado tem 16 mil exames de diagnóstico para a Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, esperando análise pelo Adolfo Lutz, órgão que faz os testes na rede pública

Xandu Alves @xandualves10 | @xandualves10

O secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann, admitiu a possibilidade de um crescimento exponencial dos casos positivos de coronavírus em todo estado com o aumento dos testes para diagnóstico da doença.

Em resposta a questionamento de OVALE durante entrevista coletiva com o governador João Doria (PSDB), nesta quarta-feira, Germann declarou que o aumento dos casos positivos deve vir dos pacientes com quadros mais graves, que estão internados e aguardam exames.

"Pode ocorrer um salto exponencial, mas não devido ao número de exames represados. O índice de positividade [em pacientes] de enfermaria e ambulatórios aguardando resultado é menor. Salto seria entre os notificados mais graves", afirmou.

De acordo com o secretário, o estado tem 16 mil exames de diagnóstico para a Covid-19, a doença causada pelo coronavírus, esperando análise pelo Instituto Adolfo Lutz, que é o órgão estadual credenciado para exames de pacientes da rede pública.

Germann disse que a capacidade do Adolfo Lutz é para 1.200 exames por dia. Para piorar, o Estado enfrentou problemas com matéria-prima.

"Nas duas últimas semanas, tivemos problemas com insumos para processamento dos exames e alteramos de uma forma manual para automatizada, para dar vazão e melhorar o processo", disse o secretário da Saúde.

Ainda segundo ele, a capacidade do Lutz será aumentada com exames feitos em cinco unidades regionais do instituto, entrando com 500 diagnósticos por dia.

"Conseguimos importar dos Estados Unidos 20 mil kits de processamento de exames, com mais 40 mil que chegarão em até 15 dias."

O governo estadual também está contratando testes em laboratórios privados.

"Na próxima semana vamos fazer mais de 4.000 testes por dia, chegando a 8.000 exames por dia a partir de 10 de abril", disse Germann.

MORTES.

O secretário também informou que, entre os exames a serem feitos, há 201 de pacientes que morreram com suspeita de Covid-19. O diagnóstico deve ser feito nesta quinta-feira. "Temos 201 para exame e não significa que é positivo, mas parcela desses óbitos vai dar positivo", afirmou o secretário a OVALE..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 8,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.