Em Taubaté, adultos são 80% dos casos suspeitos do novo coronavírus

Levantamento foi feito pela prefeitura: idosos são 11,1% dos casos investigados e crianças representam 9,1% dos registros

Os adultos representam quase 80% dos casos suspeitos de Covid-19 em Taubaté. O levantamento foi feito pela prefeitura, com base nas notificações registradas entre os dias 2 e 24 de março - nesse intervalo o número de casos suspeitos era de 153; atualmente são 161 em investigação, com dois casos confirmados, sendo uma morte pelo novo coronavírus.

Dos 153 casos suspeitos verificados no estudo epidemiológico, 122 eram de adultos (79,7%), 17 de idosos (11,1%) e 14 de crianças (9,1%). Por sexo, o levantamento mostra grande maioria de suspeitas entre mulheres (116, ou 76%), frente aos homens (37, ou 24%).

Os três bairros com mais registros estão na região central: Centro (14), Jardim das Nações (9) e Independência (9). Na sequência aparecem Vila São José, Gurilândia, Parque São Luiz e Mourisco, todos com cinco suspeitas. A maioria dos casos suspeitos são de pessoas que não relataram contato com outras pessoas ou deslocamento (46).

Entre os viajantes, os Estados Unidos são o principal destino (28), seguido da Itália (23). Por último estão aqueles que tiveram contato com alguém que viajou (15). "Esta pesquisa ajuda o município no mapeamento dos casos e desenvolvimento de estratégias", explicou a prefeitura. 

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 8,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.