Governadores prometem manter isolamento social

Ronaldo Caiado, governador de Goiás, e que era aliado de Bolsonaro, diz que vai romper com o presidente da República

Das agências @jornalovale | @jornalovale

Depois de reunião em videoconferência com o presidente Jair Bolsonaro para discutir medida de contenção à epidemia do novo coronavírus, governadores criticaram a postura do chefe do Executivo nacional e 25 dos 27 deles disseram que vão manter o isolamento social em seus estados - Roraima e Rondônia não se manifestaram.

Médico de formação, Ronaldo Caiado, de Goiás, um dos principais apoiadores do presidente no DEM, afirmou que irá ignorar o pedido para que escolas sejam reabertas e para que pessoas voltem a trabalhar sem restrições de locomoção.

E ainda disse que está 'rompendo' com o presidente. "Com tranquilidade, mas com a autoridade de governador e de médico, eu afirmo que as declarações do presidente não alcançam o estado de Goiás. As decisões em Goiás serão tomadas por mim, com base no trabalho de técnicos e especialistas", afirmou. "Agora também só falo com ele por meio de comunicados oficiais", disse.

Mais tarde, em entrevista coletiva, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse que o isolamento da população está mantido no estado. Ele pediu que no momento as pessoas fiquem em casa e continuem seguindo as medidas restritivas de circulação, porque somente assim, os mais velhos serão preservados.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.