Com sete casos confirmados, São José está em estado de calamidade pública

Decreto editado pelo prefeito Felicio Ramuth (PSDB) fixa multa para comerciantes que desrespeitarem o estado de quarentena na cidade e ainda concede férias coletivas para servidores municipais

Thaís [email protected]_thaisleite | @_thaisleite

Cidade com mais casos de coronavírus registrados na região, São José dos Campos decretou estado de calamidade pública nesta segunda-feira. No total, são sete pacientes com diagnóstico positivo para a doença, além de outros 124 suspeitos.

De acordo com a prefeitura, o decreto atua em conjunto com a quarentena anunciada pelo governador João Doria (PSDB), que já começa a valer a partir desta terça-feira em todo o território paulista.

Entre as medidas do decreto, a principal está na manutenção de somente serviços considerados essenciais no município, tais como saúde, segurança, alimentação (como mercados), serviço social e higiene. Nesses estabelecimentos, o município determinou acesso limitado -- com uma pessoa a cada 15 m². No caso de filas, o distanciamento deve ser de dois metros entre cada pessoa. O decreto pede ainda que sejam afixadas placas com as normas na entrada dos locais. Quem não cumprir, deve arcar com uma multa de R$ 5 mil.

O cumprimento das regras será fiscalizado por agentes da GCM (Guarda Civil Municipal), do setor de Fiscalização de Posturas e também da Vigilância Sanitária.

Com exceção dos serviços essenciais, os comerciantes que tiverem lojas abertas a partir desta terça-feira também serão punidos com multa de R$ 5 mil -- que, em caso de reincidência, será dobrada. Para restaurantes, permanecem autorizados serviços destinados a entrega de comida em residências.

No âmbito da própria prefeitura, foram anunciadas férias coletivas obrigatórias para servidores com mais de 60 anos, pelo período de 30 dias. Aos demais servidores, as férias coletivas serão parceladas: 50% saem a partir de quarta e retornam no dia 27 de abril, quando entram em férias os servidores restantes.

Para o secretário municipal de Saúde, Danilo Stanzani, as medidas são necessárias para que a população se atente à gravidade da doença e à importância de permanecer em casa.

"Estamos em uma pandemia mundial. Todos os continentes estão passando pela pandemia. É uma situação séria, é grave", afirmou.

CONFIRMADOS.

Os sete casos já confirmados do coronavírus em São José incluem uma mulher de 21 anos, um homem de 61, outro de 56 anos, uma mulher de 53 anos, um homem de 36, outro de 44 e uma mulher de 36 anos. Do total, quatro dessas pessoas ainda aguardam o resultado da contraprova..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.