Promessômetro: após três anos, Felicio cumpriu 62% dos compromissos de campanha

Em São José dos Campos, o prefeito Felicio Ramuth (PSDB) chega à reta final do mandato já tendo cumprido integralmente 42 dos 67 principais compromissos feitos por ele na campanha de 2016, o que representa 62,6% do total. Outras 21 promessas (31,3%) estão em andamento, enquanto 4 compromissos (5,9%) ou estão na estaca zero ou ainda estão em estágio embrionário.

Todos esses dados estão no Promessômetro, ferramenta criada pelos jornais OVALE e Gazeta de Taubaté para acompanhar a execução das promessas de campanha dos prefeitos das duas maiores cidades da região.

CONFIRA O PROMESSÔMETRO DE FELICIO

Das sete áreas em que estão divididas as promessas de campanha de Felicio, duas ainda representam grandes desafios para o prefeito joseense.

O principal gargalo é em Mobilidade Urbana. Dos 11 compromissos, apenas três foram cumpridos integralmente até agora. Um dos exemplos foi a alteração nas faixas exclusivas de ônibus, que passaram a valer apenas nos horários de pico.

Outras cinco promessas nessa área estão em andamento, com destaque para “melhorar o fluxo na rotatória do Colinas”. A aposta da gestão tucana é a obra do Arco da Inovação, que deveria ter ficado pronta em setembro de 2019. Após dois atrasos, o novo prazo é março de 2020.

Outros três compromissos estão na estaca zero. Um deles, já descartado, era a implantação de um BRT (Transporte Rápido por Ônibus) integrado com o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). Nem um nem outro saíram do papel: a aposta agora é no VLP (Veículo Leve sobre Pneus). As outras duas promessas são ligadas a bicicletas: estações integradas com o transporte público e a possibilidade de levar as bikes nos ônibus.

Na Habitação, das sete promessas, três foram cumpridas integralmente - como, por exemplo, a criação do programa Casa Joseense. Outros três compromissos estão em andamento. Um deles, de realocar famílias que moram em áreas de risco, tem como principal entrave a comunidade do Banhado (a remoção é discutida judicialmente). Já a promessa de fazer a urbanização dos bairros utilizando mão de obra local está em estágio embrionário.

Nas outras áreas, o melhor resultado é na Saúde - das 15 promessas, 13 foram integralmente cumpridas. Na Educação, de 11 compromissos, oito foram cumpridos. No entanto, as promessas que ainda não atingiram esse status revelam uma fragilidade da gestão tucana: as três são relacionadas a creches (uma delas, por exemplo, era zerar a fila de espera).

Em Emprego, de seis compromissos, cinco foram cumpridos integralmente. Em Esportes, de nove promessas, seis foram concretizadas e outras três estão em andamento. Na área de Segurança, dos oito compromissos, quatro foram integralmente cumpridos nos três primeiros anos de mandato de Felicio e outros quatro estão em andamento.

Tucano diz que já cumpriu mais de 86% das promessas

Questionado sobre os dados do Promessômetro, o prefeito Felicio Ramuth apresentou números de um balanço paralelo, que usa para acompanhar o andamento das mesmas propostas listadas pelo jornal.

Na lista da gestão tucana são, ao todo, 58 promessas integralmente cumpridas (86,5%), 8 em andamento (11,9%) e apenas uma não iniciada (1,4%) - a implantação do transporte de bicicletas nos ônibus.

O balanço de Felicio, no entanto, cita como cumpridas promessas relacionadas a obras e projetos que ainda não foram concluídos. Um dos exemplos é o novo COI (Centro de Operações Integradas), que o tucano sinaliza como ‘sinal verde’. Embora o processo licitatório tenha sido consumado no fim do ano passado, a instalação dos equipamentos deve terminar apenas no fim desse semestre.

O mesmo ocorre em relação ao projeto Iluminar: Felicio aponta como promessa cumprida, mas a própria prefeitura informa que a substituição de 56 mil luminárias por LED será concluída no fim de 2020.

O balanço do governo tucano também classifica com ‘sinal verde’ a promessa de implantar um BRT (Transporte Rápido por Ônibus) integrado com o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). Para a gestão Felicio, o projeto do VLP (Veículo Leve sobre Pneus), que ainda está em processo licitatório, representa a concretização do compromisso. Para o jornal, como a promessa original não foi cumprida, esse item segue com ‘sinal vermelho’.

Em entrevista concedida esse mês, o prefeito disse que está “satisfeito com o ritmo” da execução do plano de governo. “Nós avançamos muito em relação àquilo que a gente havia se comprometido e fizemos muita coisa que sequer havíamos nos comprometido. Estou muito satisfeito com o andamento do nosso plano de gestão”.

Novo COI, Arena de Esportes e iluminação com LED devem ser concluídos em 2020

Das promessas que ainda não foram concretizadas por Felicio, algumas estão previstas para sair do papel em 2020. O novo COI (Centro de Operações Integradas) deve entrar em operação no primeiro semestre. Com o projeto Iluminar, a meta é substituir 56 mil luminárias por LED até o fim de 2020. Já a conclusão da Arena Esportiva, cuja obra foi retomada em junho de 2019, tem prazo de 18 meses. Ou seja, se não houver atraso, será entregue em dezembro desse ano.

Oposição vê apenas 41% de sinal verde

A oposição também elaborou um balanço paralelo sobre a execução do plano de governo de Felicio. Nas contas do vereador Wagner Balieiro (PT), são 28 promessas integralmente cumpridas (41,7%), 22 em andamento (32,8%) e 17 ou não iniciadas ou ainda em estágio embrionário (25,3%). Segundo esse balanço, algumas das promessas - como o programa Viva Melhor e a transparência na fila de espera da habitação - já tinham sido implantadas pelo governo Carlinhos Almeida (PT); e outras, cumpridas por Felicio, são ligadas a projetos ineficazes.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.