Um mês após mudança, vereador pede a volta das sessões de manhã em Jacareí

Sessões passaram a ser realizadas a partir das 18h em 2 de outubro, e, segundo autor da proposta, não teve aumento de público

Thaís Leite @_thaisleite | @_thaisleite

Cerca um mês após a Câmara de Jacareí ter passado a iniciar as sessões a partir das 18h, um projeto pede para que os encontros voltem a ser realizados às 9h.

A proposta é de autoria do vereador Juarez Araújo (PSD), que justificou que o propósito da mudança de horário não tem sido atingido.

"O objetivo seria atrair o público, ter mais pessoas na sessão, mas isso não está acontecendo. O público que participa de noite é o mesmo que participa de manhã. Não é justo estar se gastando a mais se é o mesmo público", afirmou o vereador.

Segundo ele, a Câmara tem feito um monitoramento para que seja identificado se o público, de fato, não sofreu mudanças no novo horário.

"Por isso que vamos demorar mais um pouquinho para votar esse projeto", continuou.

A proposta foi protocolada junto ao Legislativo recentemente, mas, na data de criação consta o dia 25 de setembro. As sessões começaram com o horário novo em 2 de outubro.

Em entrevista anterior a OVALE, o presidente da Câmara, Abner de Madureira (PL) já havia adiantado que o tema era alvo de análise.

"Vamos apresentar esses números até dezembro, vamos levantar durante outubro e novembro se isso é algo que contribuiu com a cidade ou só veio a trazer prejuízo financeiro", disse o presidente.

REPERCUSSÃO.

Para o vereador Paulinho dos Condutores (PL), autor do projeto que mudou as sessões para o período da noite, uma nova mudança não é uma boa alternativa no momento.

"Acho um absurdo. Orçamento da Câmara Municipal é para investir na Câmara Municipal e na população", disse. "[O projeto] vai contra o anseio da população e a gente tem a certeza que aqui em Jacareí a população foi totalmente favorável à mudança para noite", afirmou, Paulinho..

 

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.