Logo Jornal OVALE

Terceirização de gestão de UPA do Campo dos Alemães custará R$ 45 milhões

A organização social HMTJ, que já atua no Hospital de Clínicas Sul, venceu outras sete entidades e irá administrar a UPA do Campo dos Alemães pelos próximos 24 meses

Da redaçã[email protected] | @jornalovale

A Prefeitura de São José dos Campos deve pagar R$ 45,6 milhões ao HMTJ (Hospital e Maternidade Terezinha de Jesus), que ficará responsável pela gestão da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Campo dos Alemães nos próximos 24 meses.

A OS (Organização Social) ficou em primeiro lugar no chamamento realizado pelo governo Felicio Ramuth (PSDB), que atraiu oito entidades. O valor máximo previsto no edital era de R$ 47,4 milhões. O HMTJ, que já atua no Hospital de Clínicas Sul, atingiu 93,24 pontos - além da proposta financeira, a nota leva em consideração também a pontuação do plano de trabalho.

O INCS (Instituto Nacional de Ciências da Saúde) ficou em segundo lugar, com 88,16 pontos, e a APGP (Associação Paulista de Gestão Pública) em terceiro, com 78,71.

A FAUSCS (Fundação de Apoio a Universidade Municipal de São Caetano do Sul), o Iabas (Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde) e o ISSRV (Instituto Social Saúde Resgate à Vida) foram inabilitados, e a Aceni (Associação das Crianças Excepcionais de Nova Iguaçu) e o IBJ (Instituto Bom Jesus) foram desclassificados.

TRANSIÇÃO.

A unidade atende procedimentos de baixa e média complexidade, 24 horas por dia, com ênfase na urgência e emergência em pediatria e clínica médica. Tem à disposição quatro leitos de emergência, oito adultos, seis infantis e dois de isolamento.

A UPA tem 189 servidores, sendo 63 médicos, 19 enfermeiros, 87 assistentes de enfermagem, além de profissionais administrativos, motoristas e serviços gerais. Após a celebração do contrato de gestão, esses funcionários serão remanejados para outras unidades.

Uma comissão de transição será nomeada para assegurar a regularidade e a continuidade dos serviços. Formada por representantes da Secretaria de Saúde e do HMTJ, a equipe deve atuar por um período de 30 dias.

Essa será a quinta unidade de saúde sob a administração de uma OS. Além do Hospital de Clínicas Sul, as outras são as UPAs do Putim e Alto da Ponte e o Hospital Municipal..