No Vale, indústria faz 73% de todo o investimento dos últimos 8 anos

Grandes empresas como Embraer, Novelis e o Consórcio Litoral Norte, da obra na Tamoios, lideram o aporte de recursos na região; a fabricante de aviões foi responsável por 23% do total confirmado pela pesquisa do Seade

Xandu [email protected] | @xandualves10

As indústrias do Vale do Paraíba foram responsáveis por 73% dos investimentos confirmados pela Piesp (Pesquisa de Investimentos Anunciados no Estado de São Paulo), da Fundação Seade, desde 2012, início da série histórica do órgão estadual.

Nesse período, a região acumula 295 empreendimentos confirmados, sendo que em 203 deles o valor foi divulgado, alcançando R$ 27,7 bilhões em oito anos.

Do total, o setor industrial aplicou R$ 20,3 bilhões em investimentos na região, acompanhado à distância pela área de infraestrutura, que investiu R$ 4,60 bilhões no Vale desde 2012, 17% da totalidade.

Em seguida aparecem os setores de serviços, com R$ 2,56 bilhões (9%) gastos na região, e o comércio, que aplicou R$ 298,5 milhões (1%).

Dezoito cidades do Vale foram alvo desses 295 empreendimentos nesses últimos oito anos (leia texto abaixo).

EMPRESAS.

Os 203 empreendimentos com o valor anunciado foram realizados por 140 empresas, das quais a Embraer lidera no setor industrial.

A fabricante de aviões foi a empresa privada que mais investiu no Vale desde 2012 -- R$ 6,47 bilhões--, 23% do total aportado na região.

A companhia criada em São José dos Campos fez investimentos para o desenvolvimento e produção de aeronaves e na expansão da unidade de Eugênio de Melo, inaugurada em janeiro deste ano.

Do segmento de alumínio, a Novelis, de Pindamonhangaba, aportou R$ 4 bilhões (14% do total) no Vale nestes últimos oito anos, para expansão e modernização da capacidade produtiva.

Depois das duas empresas, aparece o Consórcio Litoral Norte, que duplica o trecho de Serra da Rodovia dos Tamoios e que atende investimento do governo estadual.

O grupo ocupa a terceira colocação no ranking regional, com R$ 2,90 bilhões (10%).

São José, Pinda e Jacareí lideram aporte de investimentos na RMVale desde 2012

São José dos Campos recebeu 35% dos investimentos com valor divulgado no Vale do Paraíba entre 2012 e 2019, segundo a Fundação Seade. A cidade acumula R$ 9,78 bilhões aplicados no período, por empresas como Embraer, Visiona Tecnologia Espacial e General Motors.

Abrigando empresas como Novelis e Gerdau, Pindamonhangaba foi o segundo destino dos maiores investimentos feitos no Vale desde 2012, com R$ 5,41 bilhões (20% do total).

Jacareí vem em terceiro, com R$ 3,44 bilhões investidos (12%), seguido de Taubaté (R$ 1,95 bilhão / 7%), Guaratinguetá (R$ 1,38 bilhão / 5%) e Caçapava (R$ 819 milhões / 3%). A região também recebeu R$ 4,25 bilhões (15%) em diversos municípios, para obras em rodovias.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.