Nossa Região

Abertura de fluxo de turistas preocupa Vigilância Epidemiológica de Aparecida

Coordenadora da Vigilância, Denise Braga coordenou duas testagens em massa na feira da cidade e agora mira hotéis, pousadas e restaurantes na cidade

Xandu Alves@xandualves10
16/07/2021 às 23:52.
Atualizado em 22/07/2021 às 12:07
Capital da fé. Prefeitura de Aparecida aposta na testagem em massa contra o novo coronavírus (Caíque Toledo/OVALE)

Capital da fé. Prefeitura de Aparecida aposta na testagem em massa contra o novo coronavírus (Caíque Toledo/OVALE)

Capital da fé católica no Brasil, Aparecida adotou a estratégia de testagem em massa para reduzir a circulação do coronavírus na cidade.

A Secretaria de Saúde testou cerca de 600 pessoas na feira livre do município, onde circulam cerca de 2.000 pessoas.

Agora, a prefeitura pretende estender essa testagem em massa também para hotéis e pousadas, visando combater a chegada de variantes por meio de visitantes.

"Nessa abetura do fluxo de turistas, a gente fica preocupada de ver uma nova mudança na questão da doença", disse Denise Braga, coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Aparecida. Confira no gabinete de Crise de OVALE.

Como foi o processo de testagem dos ambulantes na feira de Aparecida?

Fizemos a testagem dos feirantes em dois finais de semana, alcançando 600 pessoas testadas, sendo que oito testaram positivo para o coronavírus. Foram quatro moradores de Aparecida e os demais de cidades vizinhas. Outros 70 testes indicaram o IgG positivo, ou seja, a pessoa havia tido contado com o vírus e possuía anticorpos.

Qual o tamanho da feira?

A feira conta com quase 2.000 ambulantes e feirantes e dividimos o público a ser testado em dois finais de semana para não causar aglomerações. A maioria das pessoas que nos procuraram para fazer o teste era de jovens, abaixo da faixa etária de 40 anos que já está vacinada com a primeira dose.

Como a sra. avalia o resultado dessa testagem me massa?

Esperávamos um índice até maior de contaminados, de assintomáticos por conta de serem jovens.

Foi bastante interessante a procura na feira, o que também repercutiu na procura pelo nosso centro de enfrentamento, onde fazemos atendimento a pacientes. Então, os resultados foram positivos para controlar a contaminação.

O turismo preocupa?

Entramos em contato com os representantes hoteleiros e de restaurantes para fazermos essa testagem nesses locais. Os hotéis já fazem essa testagem com funcionários e encaminham esses resultados para a Vigilância a cada 15 dias. Aparecida tem registrado queda em número de casos e a ocupação de enfermaria e UTI Covid tem caído também. Mas o que me preocupa muito é ver o surgimento de novas variantes e, nessa abertura do fluxo de turistas, a gente fica preocupada de ver uma nova mudança na questão da doença. O avanço da vacinação tem trazido esperança. É fundamental as pessoas manterem os cuidados de higiene, distanciamento e uso de máscara..

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por