Nossa Região

Secretário de Saúde de Botucatu comemora vacinação em massa: 'Queda de casos e internações'

Médico André Spadaro fala da vacinação em massa no município e defende a imunização: 'Pessoa que não se vacina tem perfil quase egoísta'

Xandu Alves@xandualves10
03/07/2021 às 02:00.
Atualizado em 22/07/2021 às 12:28
Ciência. Secretário afirma que município é exemplo do impacto positivo da vacina contra a Covid-19 (Divulgação)

Ciência. Secretário afirma que município é exemplo do impacto positivo da vacina contra a Covid-19 (Divulgação)

Depois de Serrana, a também paulista Botucatu vacinou em massa a sua população com a primeira dose da AstraZeneca, em pesquisa da Fiocruz. Em agosto, mais de 70 mil moradores receberão a segunda dose em um único dia.

Mas mesmo com a primeira dose, a cidade já vê indicadores em queda: "vacinação em massa veio num momento extremamente adequado", disse o secretário de Saúde de Botucatu, o médico André Spadaro, ao Gabinete de Crise.

A vacinação funcionou?

Tivemos várias etapas de vacinação e a principal ocorreu em 16 de maio, quando vacinamos 67 mil pessoas. Naquele momento, Botucatu vinha num período de forte aceleração da transmissão.

Tivemos 70% de aumento nos casos e chegamos ao pico com quase 1.000 casos por semana. Então, a vacinação em massa veio num momento extremamente adequado para a cidade.

Qual era a expectativa?

Diante de estudos publicados anteriormente, sabíamos que era preciso esperar 21 dias após a vacinação em massa para termos o efeito da primeira dose. E isso aconteceu.

Nas primeiras semanas de junho começamos a observar queda nos indicadores, o que nos trazido esperança. Saímos do pico de 1.000 casos por semana para menos de 300, numa redução de 71% no número de casos nas últimas duas semanas, o que atribuímos diretamente aos efeitos da vacinação em massa.

E as internações?

Tivemos queda de 50% na quantidade de moradores internados com Covid-19.

Caímos de 92 pacientes internados com a doença para 36. Ou seja, houve queda nos casos e nas internações já com a primeira dose.

Como vacinaram?

Botucatu tem 150 mil habitantes e tivemos 81% de cobertura com a primeira dose. Vacinamos 67 mil pessoas em oito horas, num domingo, simulando um modelo eleitoral. Reproduzimos uma eleição na cidade, com os 47 colégios eleitorais mais os quatro ginásios distribuímos nas regiões da cidade. No dia 8 de agosto, teremos a segunda dose em massa de mais de 70 mil doses, e aí teremos a cobertura da vacinação completa.

É importante se vacinar?

Infelizmente, estamos num período de grande polarização e desinformação. O Brasil é um celeiro de vacinação com experiência de décadas. Essa discussão é infrutífera, de questionar a validade das vacinas ou os tipos de vacinas.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por