Começa a fase de transição no estado de São Paulo: veja o que abre e fecha no período

A nova fase está dividida em dois períodos. Na primeira semana, de 18 a 23 de abril, a flexibilização acontecerá para o setor do comércio

Da Redação | @jornalovale

A fase de transição da fase vermelha do Plano SP começa a valer neste domingo e vai até o dia 2 de maio. Nas últimas semanas, os indicadores da saúde apresentaram uma redução progressiva, com queda nas internações e diminuição da ocupação hospitalar, o que permitiu o avanço para retomada gradativa e consciente das atividades não essenciais.

“A fase de transição é necessária para que possamos dar passos seguros adiante sem o risco de retroceder. O apoio da população nesse novo momento da pandemia continua sendo fundamental. Não é hora de baixarmos a guarda”, afirmou o vice-governador e secretário de Governo Rodrigo Garcia, na última sexta-feira.

A nova fase está dividida em dois períodos. Na primeira semana, de 18 a 23 de abril, a flexibilização acontecerá para o setor do comércio, incluindo lojas de shopping, com funcionamento permitido das 11h às 19h. Nesse período, também será permitida a realização de cerimônias e cultos religiosos com restrições, desde que seguidos rigorosamente todos os protocolos de higiene e distanciamento social.

No período de 24 a 30 de abril, além dos estabelecimentos comerciais, poderão voltar a funcionar as atividades ligadas ao setor de serviços como restaurantes e similares (lanchonetes, casas de sucos, bares com função de restaurante), salões de beleza e barbearias, atividades culturais, parques, clubes e academias. O horário de funcionamento será das 11h às 19h, com exceção das academias, que poderão abrir das 7h às 11h e das 15h às 19h.

A fim de evitar aglomerações, a capacidade de ocupação permitida nos estabelecimentos na fase de transição será de 25%. O toque de recolher continua em vigência em todo o Estado, das 20h às 5h, assim como a orientação para o teletrabalho para as atividades administrativas não essenciais e escalonamento de horário na entrada e saída das atividades do comércio, serviços e indústrias. A próxima atualização do Plano SP acontecerá a partir do dia 1 de maio.

Veja o que abre e fecha:

SEGUE FECHADO:

Fecha Bares e restaurantes (só funcionam delivery, drive-thru ou retirada),

Salões de beleza e barbearias, Cinemas, teatros e casas de show,

Universidades (só cursos de saúde funcionam),

Eventos, convenções e atividades culturais,

Atividades com aglomeração,

Academias de esporte e centros de ginástica,

Concessionárias,

Parques e zoológico.

Permanece valendo o toque de recolher das 20h às 5h.

VOLTA A ABRIR:

Shoppings, galerias e comércio de rua (das 11h às 19h e com 25% de ocupação máxima),

Igrejas e templos religiosos (25% de ocupação máxima),

Farmácias e serviços de saúde,

Mercados, supermercados e locais que vendam comida, mas sem consumo local,

Escolas (retomada gradual com até 35% de ocupação) e cursos da área de saúde em universidades,

Construção civil e indústria,

Lavanderias,

Serviços de segurança pública e privada,

Empresas de locação de veículos.

MUDANÇA REAL

Na prática, o que muda com o novo decreto é a reabertura do comércio, das 11h às 19h, com limite de 25% de ocupação e liberação de missas e cultos presenciais, também com limite de 25% de ocupação.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.