APJ publica nota de repúdio após ataque contra portal de notícias de Franca no Dia do Jornalista

A APJ (Associação Paulista de Portais e Jornais) e a ANJ (Associação Nacional da Jornais) publicaram notas de repúdio após o GCN, portal de notícias de cobertura em Franca e Região, ter sido alvo de um ataque de hackers na quarta-feira (7), data em que também foi celebrado o Dia do Jornalista.

O ataque consistiu na invasão dos sistemas do portal e em sua retirada do ar. No lugar da página principal, era exibida a foto de um homem. Depois, três frases, incluindo um ataque ao governador de São Paulo e ao isolamento social: "Tamo junto, abaixo ao isolamento, João Doria é um ditador".

No texto de repúdio, a Associação Paulista destaca que as atitudes agressivas e primitivas são oriundas de uma parcela daqueles que temem a clareza das informações.

"[Os autores estão] mostrando através dessa atitude, além de seus rancores, também os seus temores, pois com certeza não acreditam em suas ideias e posições, seus autores apenas querem impô-las em vez de apresentá-las, defendê-las e, quem sabe, por meio de diálogo saudável, conquistar apoios, evoluí-las e até mesmo encontrar luz", diz trecho do texto. "Diante de um ato tão primitivo em um momento de tanta evolução, com certeza terão suas autorias investigadas pelas autoridades competentes. De nossa parte, nos convencemos cada vez mais da nossa relevância editorial, que, atacada, se fortalece, justificando o nosso trabalho de levar fatos e ideias para conhecimento geral e debates à luz da opinião pública", continua. A APJ reforçou ainda apoio e solidariedade ao portal neste momento, para que possa seguir em frente na missão para bem informar a população.

A ANJ, por sua vez, afirmou que condena com veemência a ação criminosa que deixou o portal fora do ar durante cerca de duas horas.

"O discurso de ódio e a intolerância diante das medidas recomendadas pela ciência face à pandemia, veiculados pelos invasores, fazem do crime um ataque à liberdade de imprensa e à segurança sanitária dos cidadãos. A ANJ espera que os criminosos sejam identificados e encaminhados à Justiça, para a devida punição nos termos da lei. A impunidade dos autores da invasão do Portal GCN seria uma afronta a toda a sociedade", diz trecho de texto.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.