Codivap aponta déficit de 95 mil vacinas e Estado cobra atualização de plataforma de vacinação no Vale

A Codivap (Associação dos Municípios do Vale do Paraíba) apresentou um levantamento em que aponta ao governo estadual um déficit de cerca de 95 mil vacinas contra a Covid-19 na RMVale. Segundo a entidade, as doses seriam destinadas a públicos que já são contemplados pelo programa de imunização, mas que não receberam a aplicação após os municípios terem recebido quantitativo insuficiente. À reportagem, o Estado cobrou o fornecimento de mais vacinas do Ministério da Saúde e a atualização da plataforma Vacivida pelos municípios da região (leia mais abaixo).

No ofício, a Associação aponta que há a necessidade de complementação de doses de vacinas faltantes na região dentro das faixas etárias já atendidas pela campanha e os profissionais de saúde excedentes. O texto destaca a existência da 'população flutuante' na região.

"Há de se considerar o advento de em boa parte das cidades da região, classificadas turísticas, estâncias ou balneárias, termos uma população adicional, isto é, denominada como flutuante e que buscam refúgio de grandes centros urbanos habitando ou morando nesta temporada da pandemia em nossos municípios. Inclusive, boa parte destes idosos e que neste caso procuram a vacinação em nossas unidades locais", diz trecho do texto.

No levantamento, a Codivap aponta que em São José dos Campos, por exemplo, 55.993 profissionais da saúde ainda não teriam tomado a vacina contra o vírus. Com os demais públicos já atendidos pela campanha, a cidade chegaria a um déficit de 64.827.

As únicas cidades da região cujo déficit não teria sido registrado pelo levantamento são Areias, Cunha, Monteiro Lobato, Natividade da Serra e Tremembé.

COBRANÇA.

Em vídeo fornecido pela Secretaria de Estado de Saúde, a coordenadora do Plano Estadual de Imunização contra a Covid-19 cobra o fornecimento de mais vacinas pelo Ministério da Saúde, do governo federal e, também o registro das vacinas já aplicadas pelos municípios da região.

"É fundamental que os municípios apoiem o Estado na solicitação ao Ministério da Saúde de mais doses, precisamos de mais vacinas, com mais vacinas poderemos assim abrir novos públicos alvos", disse. "Vale ressaltar que o Vale do Paraíba já recebeu 421 mil doses de vacina, sendo que na última semana 40 mil doses foram entregues ao Vale do Paraíba, a todos os municípios do Vale e nós temos nesse momento, no registro da plataforma Vacivida, que é uma plataforma que traz gestão e transparência de uma forma nominal aos municípios de cada paciente que tomou a sua vacina, 361 mil doses registradas nessa plataforma. Portanto, 59 mil doses ainda precisam ser registradas ou aplicadas. Então, a gente conta com a colaboração de todos os municípios do Vale do Paraíba e de todo o estado de São Paulo para que ela possa ter na plataforma Vacivida a realidade do seu município", disse.

Confira vídeo completo abaixo:

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.